Engenheiro afirma que licitação, só em 2012

Motivo é a falta de conclusão do projeto no trecho de Navegantes a Indaial

FLORIANÓPOLIS – O projeto para duplicação do trecho entre Navegantes e o acesso de Timbó e Indaial da BR-470 só estará concluído no ano que vem, e por isso, o processo de licitação para a obra não será feito antes de 2012. A afirmação, que contraria a posição do Dnit, foi feita pelo engenheiro Ricardo Saporiti, autor do estudo encomendado pela Fiesc e apresentado ontem à noite a políticos catarinenses.

– As informações que temos são de que ainda há serviços fundamentais para que o projeto possa ser aprovado pelos órgãos ambientais e que, por isso, o projeto só estará disponível no início de 2012 – afirmou.

Saporiti lembrou que o novo projeto do Dnit sobrepõe outro projeto de 2003, já disponível, e que precisa apenas de pequenas adequações para que possa ter as obras licitadas entre Blumenau e Indaial, que é o trecho mais crítico. E explicou que é por isso que a Fiesc defende a realização da obra em três etapas.

Deputados estaduais e federais presentes à reunião acompanharam a proposta da Fiesc para antecipar o início da duplicação da BR-470. E defenderam a união dos parlamentares, do setor empresarial e das demais entidades organizadas da sociedade para garantir a obra, fundamental na interligação do interior do Estado ao Litoral.

O deputado Esperidião Amin (PP) afirmou que as questões postas no estudo da federação são tecnicamente irrefutáveis.

– Por isso darei suporte político, pois é o mais racional – afirmou.

O deputado Jean Kuhlmann (DEM) ressaltou que foi criado fórum permanente integrado por um deputado de cada partido na Assembleia para acompanhar a questão.

– Estamos convidando os senadores, os deputados federais, a Fiesc e as demais entidades organizadas da sociedade para que participem – afirmou.

O presidente da Assembleia, Gelson Merísio (DEM), disse que a Casa é parceira da Federação para que Santa Catarina resolva este “grande gargalo”. A importância do envolvimento dos parlamentares foi destacada pelo presidente da Fiesc, Alcantaro Corrêa:

– O trabalho que temos pela frente não é da Fiesc, mas de todos nós. Os parlamentares serão protagonistas, pois teremos que envolver toda a sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas