Empresa privada vai oferecer médicos ao Pronto Socorro

Contrato é na ordem de R$ 8 milhões; faltam profissionais para atuar durante os plantões da unidade
Por: MARCIO CAMILO
Fonte: Reportagem Local

Ambulância Várzea Grande
Unidade sofre constantemente com a falta de profissionais/Foto: Divulgação Web

A prefeitura de Várzea Grande vai contratar uma empresa para tentar diminuir o déficit de profissionais no Pronto Socorro da cidade. A necessidade maior é nos horários de plantão, quando faltam principalmente clínicos gerais e pediatras. O contrato está avaliado na ordem de R$ 8 milhões.
Conforme o secretário de Comunicação, Eduardo Ferreira, essa foi a forma encontrada pela prefeitura para tentar suprir a falta de profissionais no setor de urgência e emergência do hospital.
Ele ressalta que, por várias vezes, a prefeitura já tentou contratar os médicos. No entanto a falta de profissionais é grande em todo Brasil. Vale destacar que Várzea Grande já possui médicos do programa Federal “Mais Médicos”, porém, o déficit continua.  “Encontrar pediatras, por exemplo, é como achar uma agulha no palheiro”, disse o secretário de comunicação.
Outro problema seria o salário oferecido que, na visão de muitos médicos, é considerado baixo.
Ferreira ressaltou que o contrato não prevê que a gestão do pronto socorro seja repassada à uma empresa particular. Significa que a prefeitura continua administrando o hospital e a empresa que vencer a licitação será a responsável pela contratação de profissionais.
Em suma, a pronto socorro precisa de pediatras e clínicos gerais para aturarem nos 496 plantões que são realizados por mês, por um período de 12 horas de trabalho.
A empresa que vencer a licitação também vai oferecer profissionais para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada no bairro Ipase, que está praticamente concluída. A previsão é que o prédio da unidade seja entregue daqui há um mês.
Ferreira também destaca que a abertura do edital para a participação das empresas interessadas pela licitação seria aberto na próxima segunda-feira (25). No entanto, o processo foi adiado para 2 de setembro (terça-feira).
A saúde em Várzea Grande passa por uma constante crise. Neste ano, enfermeiros realizaram greve por melhorias de salário. A paralisação foi suspensa com a promessa da prefeitura de que os ganhos dos profissionais passariam por uma revisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas