Empresa de Rio Preto Vence Licitação Para Instalação de Elevador Neste Ano

Vencedora tem ainda cinco dias para assinar contrato e iniciar instalação

A Empresa Império Elevadores, de São José do Rio Preto, venceu licitação para a instalação de um elevador no prédio da Câmara de Vereadores de Catanduva. Com o valor de R$ 119.350,00, a empresa tem mais cinco dias para assinatura do contrato e, depois desse prazo, inicia-se a instalação do equipamento. A previsão é que o elevador esteja funcionando a partir do dia 04 de setembro.
Conforme o edital, o elevador deverá ser para seis pessoas ou até 450 quilos.
A Câmara de Catanduva realiza a colocação do elevador depois de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) ser firmado com o Ministério Público, no início do ano passado.
O TAC foi firmado com o então promotor de Catanduva, Ademir Perez, atualmente já aposentado do cargo. Em dezembro de 2012, um munícipe Nelson Molijano Filho entrou com uma representação no MP, afirmando que sente dificuldades em ter acesso ao prédio da Câmara, pois o mesmo é idoso e portador de deficiência.
A Câmara Municipal construiu, há cerca de dez anos, um fosso para instalar o elevador, principalmente para atender pessoas com deficiência.
“O que acontece é que até hoje não foi instalado, refletindo em certo descaso às pessoas que mais necessitam do elevador. Diante de uma denúncia, imediatamente foi instaurado um inquérito civil para apuração e solução do caso”, informou no ano passado o MP.
“Nós sacramentamos esse desejo em comum, que a Câmara deverá instalar o elevador em um prazo máximo de 18 meses. Esse prazo poderá ser menor, dependendo da disponibilidade financeira da Câmara. O elevador vai atender todas as pessoas com necessidades especiais. Dessa forma, não haverá entraves para acessar o andar superior. Isso é um benefício a toda a sociedade catanduvense”.
O presidente da Câmara, o vereador Marcos Crippa (PTB), afirma que para a Câmara é uma obrigação que com certeza trará a comodidade, conforto e respeito que os catanduvenses necessitam para ter acesso às salas dos vereadores e à secretaria. “Isso vai facilitar muito para as pessoas que precisam dessa benfeitoria”, disse na época.
Também explica que na sua gestão passada foi iniciado um processo para abertura de licitação. “Como houve algumas coisas que julgamos irregulares, acabamos optando por não abrir essa licitação. Agora retornamos e tenho certeza que através desse termo daremos o conforto que as pessoas merecem”.
Perez ressaltou que o TAC vale como título executivo extra judicial. “Caso não cumpra, a Câmara estará sujeita à multa, mas acredito que isso não acontecerá, pois o próprio presidente da Câmara mostrou interesse em instalar o elevador”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas