Em MS, pedágio custará R$ 4,20 nas rodovias

A empresa que sair vencedora da licitação de concessão de 464,2 quilômetros de rodovias estaduais de Mato Grosso do Sul só vai poder cobrar o pedágio dos usuários após seis meses do fim do certame e depois que colocar em funcionamento serviços essenciais. A estimativa é que o valor fique em R$ 4,20 a cada 100 quilômetros, tarifa parecida com que será cobrada na BR-163 (R$ 4,38), privatizada no fim do ano passado, conforme reportagem na edição desta sexta-feira (11) no jornal Correio do Estado.
De acordo com o governador André Puccinelli, a privatização das MSs “ vai ser melhor (em relação a concessão da BR-163, que precisa de duplicação em quase todo os 806,4 dos 847,2 quilômetros). Estamos entregando rodovias novas, então queremos atendimento de saúde, queremos ter guinchos, todos os serviços que rodovias concessionadas tem que oferecer”.
Na licitação da BR-163, consta a obrigatoriedade dos Serviços de Apoio ao Usuário (SAU), com ambulâncias; guinchos para veículos leve e pesado; sistema de controle de velocidade; sistema de comunicação com os usuários, com monitoramento por câmeras e postos de pesagem. A reportagem é do correspondente do Correio do Estado em Brasília, Clodoaldo Silva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas