Duplicação por R$ 50 mi

Trecho de 11 quilômetros da Bauru/Iacanga já tem projeto finalizado e aguarda cronograma de obras

Bruno Mestrinelli
Agência BOM DIA

A duplicação da rodovia SP-321, a Cezário José de Castilho, no trecho entre Bauru e o aeroporto Moussa Tobias já começa a virar realidade.
O trecho de 11,2 quilômetros, hoje com pista simples e local de muitos acidentes, já tem projeto pronto para ganhar uma segunda pista.

Segundo informações do DER (Departamento de Estradas e Rodagem), o custo da obra será de cerca de R$ 50 milhões.

O órgão estadual informou ao BOM DIA que o projeto finalizado está agora em fase de revisão. Como houve mudança de governo, de José Serra/Alberto Goldman (PSDB) para Geraldo Alckmin (PSDB), algumas alterações podem ser efetuadas no projeto final. O próximo passo é aguardar o cronogramas de obras do DER.

A partir daí, o governo estadual provavelmente vá abrir edital de licitação para efetuar essa obra, de vital importância para salvar vidas e ajudar na viabilização do aeroporto Moussa Tobias, que fica entre Bauru e Arealva.

Ainda não é possível dizer se a licitação será aberta ainda este ano, mas uma coisa é certa: o processo caminha dentro da Secretaria de Estado dos Transportes.

Nesta sexta-feira, o BOM DIA mostrou que o aeroporto já está conseguindo se viabilizar. Pelo menos nos números, o Moussa Tobias já demonstra crescimento.

O número de voos, total de cargas e número de passageiros recebidos foi bem maior em 2010 em relação a 2009.

Com a duplicação da rodovia, o entorno do aeroporto pode começar a receber mais indústrias, com a melhor segurança de trânsito na região.
Uma segunda pista da rodovia também poderá ajudar Bauru a tentar viabilizar uma Zona de Processamento e Exportação.

O Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) tenta fazer com que Bauru receba uma dessas áreas, com parceria com as vizinhas Arealva e Pederneiras.

Essas zonas são áreas delimitadas, nas quais empresas que produzem bens exportáveis recebem incentivos tributários e administrativos.
Dentre os incentivos administrativos está a dispensa de licença ou de autorização de órgãos federais. A vigência dos benefícios é de 20 anos, prorrogáveis por outros 20.

Rodovia da morte/ Em rápido levantamento do BOM DIA, foi fácil perceber que quem precisa transitar na rodovia Bauru/Iacanga no trecho entre Bauru e o aeroporto, corre sérios riscos de se acidentar.
Em 2010, foram pelo menos cinco acidentes com vítimas fatais, fora aqueles de menor potencial destrutivo.

Por várias vezes, moradores da região da Pousada da Esperança e Vila São Paulo já protestaram para pedir mais segurança na rodovia, que passa bem do lado desses bairros. A região é carente e muito populosa.
Em outras oportunidades, o Governo do Estado, ainda na época de José Serra (PSDB), deu mostras de que também vai buscar a duplicação da SP-321 no restante da via, até a cidade de Ibitinga.

Um dos entraves do processo, porém, seria o alto número de desapropriações que as prefeituras teriam de arcar, o que poderia deixar o valor da obra inviável, dependendo da disponibilidade orçamentária.

De olho/O prefeito Rodrigo Agostinho (PMDB) deve participar, na semana que vem, de reunião com o governador Geraldo Alckmin. Entre os assuntos que serão discutidos, está a duplicação da SP-321.

O custo de R$ 50 milhões de mais uma pista para a rodovia Bauru/Iacanga até o aeroporto tem valor parecido ao gasto pelo Estado para construir a avenida Nações Unidas Norte.

A obra, que deve ser inaugurada em breve, custou R$ 47 milhões aos cofres estaduais.

Outras duas obras viárias importantes começarão a ser executadas em breve: o asfaltamento da José Aiello, no trecho entre a Comendador Martha e a rodovia Bauru/Ipaussu, e a ligação do Hospital Estadual à região da avenida Lúcio Luciano. As duas obras já estão autorizadas e podem ter a licitação em andamento brevemente.

Últimos trechos
As entradas de Bauru pelas rodovias Bauru/Iacanga e Bauru/Ipaussu são em pista simples, diferente da Bauru/Marília, Bauru/Jaú e Marechal Rondon. A previsão é que a concessionária que explora a Bauru/Ipaussu faça a duplicação de um trecho de 63 quilômetros da rodovia, que faz a ligação da cidade com o norte do Paraná.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas