Duplicação da BR-280: mais uma etapa vencida.

A assinatura da Autorização do Ministério dos Transportes para que o DNIT lance o Edital de Licitação Pública para as obras de duplicação da BR-280 de Jaraguá do Sul até São Francisco do Sul, neste dia 27 de outubro, representa um momento histórico para a região Norte/Nordeste de Santa Catarina, pois dá esperanças de que este projeto definitivamente se torne uma realidade.

Entre tantas idas e vindas, a perspectiva de início das obras após o término do processo de licitação – estimado em um prazo de 90 dias – é um alento para todos os segmentos que mobilizam esforços nesta direção.

Na presença do ministro dos Transportes Paulo Passos, lembramos da importância desta obra, que resgata na sua origem o objetivo maior de criar um corredor de escoamento da produção industrial de Santa Catarina em direção ao oceano Atlântico e na entrada de mercadorias vindas de outros centros pelos portos.

Iniciada em meados da década de 60 e com seu desenho atual entregue ao tráfego na década dos anos 70, teria como propósito formar um eixo rodoviário a partir de São Francisco do Sul até a fronteira com a Argentina via planalto Norte, com as conexões as duas outras maiores rodovias do País, 101 e 116, somando uma extensão total de aproximadamente 634,1 km.

Entretanto, este desenho nunca foi viabilizado na sua concepção original e a rodovia se constituiu desde então em um recorte, com trechos que acabaram conflitando com áreas urbanas na medida em que os municípios no entorno da rodovia foram se desenvolvendo. Situação pontual é a de Jaraguá do Sul, onde se descarrega numa via central da cidade um fluxo de veículos leves e pesados que causa estresse de usuários e moradores. Há pelo menos duas décadas, a meta de ver a rodovia duplicada faz parte das agendas de vários segmentos.

Há ainda algumas questões que precisam ser resolvidas, como é o caso do canal Linguado, em São Francisco do Sul. O projeto precisou ser ajustado diante das polêmicas envolvendo questões ambientais e indígenas, mas, conforme assegurou o ministro dos Transportes, a solução para o Linguado será buscada em paralelo aos serviços de duplicação. O mais importante neste momento é aguardar o início das obras nos três trechos anunciados para que não tenhamos interrupções.

DURVAL MARCATTO JUNIOR | Presidente da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (ACIJS)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas