Dnit assegura retomada obra do rodoanel

Novo projeto vai incluir questões ambientais e de desapropriações que, segundo Pagot, não foram contempladas na proposta inicial

NOELMA OLIVEIRA
Da Reportagem

O diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antonio Pagot, assegurou ontem que determinou a retomada da obra do rodoanel de Cuiabá. A expectativa é de que o novo processo de licitação seja lançado em 60 dias. Há também a necessidade de adequar o projeto original.

Segundo Pagot, o prazo para a conclusão da obra é o primeiro trimestre de 2014. O diretor evitou fazer comentários sobre eventuais irregularidades na obra que estava sob a responsabilidade da prefeitura de Cuiabá em uma parceria com a autarquia federal.

Há suspeitas de superfaturamento, que pode chegar a R$ 6 milhões. A obra do rodoanel abrange 39 quilômetros e foi orçada em R$ 42 milhões. Deste montante, já foram desembolsados R$ 19 milhões e apenas oito quilômetros do total estão concluídos.

Pagot confirmou que recebeu um relatório da prestação de contas do rodoanel feito pela prefeitura de Cuiabá. Conforme o diretor do Dnit, o documento encaminhado pelo Poder Executivo da Capital partiu de uma empresa contratada para fazer a fiscalização da obra. Ele não detalhou o teor do relatório. No entanto, conforme declaração recente do prefeito da Capital, Chico Galindo, o documento aponta que R$ 1,9 milhão não teria sido empregado na obra. Segundo o prefeito, a construtora Conspav já foi notificada para devolver o dinheiro aos cofres públicos.

Pagot esclareceu que o superintendente do Dnit em Mato Grosso, Nilton Brito, discordou da prestação de contas. Por isso, o documento está sob a análise da diretoria administrativa e financeira do Dnit, em Brasília.

“Tem um departamento de contabilidade, nesta diretoria, que está inspecionando a prestação de contas. Uma equipe técnica está avaliando o relatório. Não temos ainda o relatório conclusivo. Qualquer palavra pode ser mal-interpretada”, relatou Pagot.

A retomada da obra, de acordo com Pagot, foi aprovada pelo colegiado do Dnit. O diretor explicou que o departamento federal do órgão em Mato Grosso terá que fazer um termo de referência para incluir questões ambientais e de desapropriações de áreas.

Segundo ele, o projeto será refeito. “Uma vez que colocar o termo de referência, em um prazo de 60 dias conclui para a licitação e a obra deverá ser concluída no primeiro trimestre de 2014”, avalia o diretor do Dnit.

O rodoanel é uma obra do governo federal e prefeitura de Cuiabá. Pelo projeto, a avenida vai contornar parte da cidade em paralelo com o perímetro urbano. De acordo com o projeto, estão incluídos pontes e viaduto.

REVISÃO – Pagot informou que existem 1.080 contratos de obras e serviços sob a responsabilidade do Dnit, em todo o país. Todos estes contratos estão sendo avaliados de maneira física e financeira para se elaborar um novo cronograma. Porém, nos estados em que não há período de chuvas nesta época do ano as obras estão continuando. Ele citou como exemplos os estados de Pernambuco e Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas