Disputa judicial suspende licitação para gerenciamento bancário das contas do Governo de MT

Da Redação
Uma disputa de bastidores judiciais quase que impediu que fosse realizada hoje, a partir das 9 horas na Secretaria de Administração do Estado (SAD), o pregão presencial para contratação de instituição financeira para prestação de serviços de pagamento da folha de salário dos mais de 90 mil servidores ativos, inativos e pensionistas das administrações direta e indireta do governo do Estado e que tem uma previsão de movimentar mais de R$ 5 bilhões em 2012, valores referentes aos salários pagos em todo o poder público.
Na tarde desta terça-feira (20), o Banco do Brasil conseguiu uma liminar concedida pelo desembargador Dirceu dos Santos para suspender a licitação com base em argumentos de que as contas públicas constitucionalmente devem ficar com bancos oficiais, como no caso do Banco do Brasil que inclusive já teria feito um adiantamento da ordem de R$ 100 milhões ao Governo do Estado de um total de R$ 180 milhões.
Só que nesta terça-feira (20) mesmo, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) recorreu e conseguiu reverter a decisão pelo próprio magistrado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas