Diretor do DEAS visita obras de ampliação e padronização do fornecimento de água em Cruzeiro do Sul

scrito por Flaviano Schneider
03-Ago-2010
Vale do Juruá tem aquífero que pode garantir o abastecimento da região por 20 anos

O diretor-presidente do Departamento Estadual de Água e Saneamento (DEAS), Petrônio Antunes, está em Cruzeiro do Sul onde acompanha os trabalhos de padronização da totalidade das ligações existentes em Cruzeiro do Sul e implantação de hidrômetros. Na primeira fase estão sendo colocados os cavaletes e os registros, vindo em seguida a instalação de hidrômetros, totalizando 12.400 unidades, abrangendo inclusive as novas ligações efetuadas ao longo dos 22 km de ampliação de rede, obra que também está em andamento.
Segundo Petrônio o objetivo principal é oferecer água de qualidade, evitar o desperdício e regularizar as ligações clandestinas. Ele lembra que os recursos são do Program de Aceleração do Crescimeto(PAC) do Govenro Federal em parceria com o governo estadual sem custo para a população consumidora.

“Quando o sistema estiver estabilizado e conseguirmos atender sem rodízio, 24 horas por dia, a gente vai instalar os hidrômetros de modo que o consumidor pague pela água consumida de forma justa” – disse.

Hoje em torno de 70% da população cruzeirense recebe água tratada do DEAS, segundo Petrônio. Ainda existe o sistema da prefeitura, mas já está sendo negociada com o prefeito local a reversão para o sistema estadual. “Isto é gradativo e a gente vai assumir toda a área urbana de Cruzeiro do Sul tendo a meta de atender praticamente 100% da cidade” – disse.

Gelmires Lima – gerente local do DEAS – considera o desperdício um dos grandes problemas e destaca a importância do trabalho executado para minimizar as conseqüências. Segundo ele, no bairro Cruzeirinho, onde foi concluído o trabalho de padronização, já está comprovada a diminuição do desperdício. “A gente já ganhou sete ou oito horas de bombeamento na região” – disse.

Gelmires conta que o DEAS capta água no Igarapé São Salvador e em poços artesianos. Na atualidade já está em licitação a construção de mais sete poços, o que vai proporcionar um aumento mil metros cúbicos de água tratada disponível.

Aquífero do Juruá

O diretor Petrônio destacou que o DEAS pretende investir cada vez mais em poços artesianos no Vale do Juruá pretendendo inclusive em médio prazo desativar a captação de água no Igarapé São Salvador. Ocorre que a região de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima está localizada sobre um aquífero de grande volume. O aquífero encontra-se em profundidades diferentes dependendo da região; em alguns locais a água está a 40 m de profundidade e em outros locais até a 150 m.

Ainda não se tem informações mais precisas sobre o tamanho do aquífero, mas segundo Petrônio, sua exploração é vantajosa por três motivos: a água dos poços artesianos é melhor que a dos rios; seu tratamento tem menor custo operacional e a garante a sustentabilidade do fornecimento de água, independente da seca ou da cheia dos rios. Ele faz um apelo à população e pede que todos os que pretendem perfurar poços artesianos procurem um profissional qualificado para evitar o perigo de contaminação da fonte de água do Juruá. “Este é um bem natural que a gente tem que preservar” – observou.

A senhora Maria Lúcia Gomes reside no bairro Remanso há 15anos. Ela tirava água de cacimba, com um balde e no período do verão tudo ficava muito complicado. “Agora melhorou a água está chegando de três em três dias. Estava havendo muito desperdício com água escorrendo pela rua, porque a gente não tinha como para parar a chegada da água. Agora com esse serviço a gente vai poder fechar o registro”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas