Deputado diz que Governo prioriza empresas em situação de pré-falência

O deputado Augustinho Moreira (PV) afirmou que o Governo do Estado prioriza em seus processos de licitação empresas que estão em situação de pré-falência, em detrimento de outras com capacidade técnica de executar os serviços previstos em edital. A declaração foi feita em sessão plenária nesta quarta-feira ,26, na Assembleia Legislativa.

Segundo o parlamentar, a Comissão Central de Concorrências (CCC) vetou a participação do consórcio gaúcho Damiani-OTI na construção da segunda etapa do Hospital Regional de Sobral, na Região Norte do Ceará, para beneficiar o consórcio cearense Marquise-EIT.

Augustinho disse ainda que as empresas sulistas ingressaram com recurso judicial argumentando terem como fazer a obra e, provocando a CCC a admitir o erro e ainda destacou a capacidade técnica da Damiani-OTI. Depois, porém, recuou. “A Damiani ia fazer tudo por R$ 33 milhões. Mas foi desabilitada e a Marquise fará por R$ 38 milhões. Ela foi alijada de maneira vergonhosa. Não se admite que a EIT, em pré-falência, tenha a benevolência do Estado. O Estado não é pai pra recuperar falidos”, criticou.

O deputado ainda teve apoio do colega Heitor Férrer que o incentivou a buscar mais recursos e entrar com solicitação do Executivo, junto à Comissão de Fiscalização e Controle da AL, para buscar toda a documentação referente ao processo licitatório da segunda etapa do hospital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas