Deputado denuncia abuso em dispensa de licitação no Governo do Maranhão.

O deputado federal Julião Amin (PDT) disse ontem que aquilo que num governo sério deveria ser objeto de inquérito policial e de cuidado do Ministério Público, na gestão Roseana Sarney é motivo de elogio e símbolo de competência. O parlamentar referiu-se aos R$ 602 milhões de contratos com dispensa de licitação feitos até 31 de dezembro do ano passado, sendo que somente a Secretaria de Saúde, sob a gestão de Ricardo Murad, registrou de R$ 483 milhões, no mesmo período. “Quem deveria estar sendo investigado, está sendo elogiado por competência administrativa e o caso mais emblemático é do Sr. Ricardo Murad que, descaradamente, debocha da população” denunciou Julião durante entrevista ao programa Roda Viva, da Rádio Educadora.

O parlamentar ressaltou que o atual governo sobrevive de propaganda enganosa, divulga como seus programas e projetos de governo anteriores e a corrupção é desenfreada. Segundo o deputado, nos mais diferentes órgãos identificam-se irregularidades, mas nas Secretarias de Saúde, Educação, Segurança e Infraestrutura ocorrem em maior escala.

Conforme Julião Amin, de R$ 602,5 milhões contratos com dispensa de licitação, coube à Secretaria de Saúde R$ 483 milhões ou 65 por cento do orçamento total. Só em convênios, o governo Roseana Sarney gastou R$ 271 milhões até 31 de dezembro do ano passado. “Basta passar a vista no Diário Oficial do Estado para se constatar as coisas mais absurdas. Sabe-se quem são os beneficiados pelos contratos e daí se conclui as suas ligações com os altos escalões do governo”.

Exemplo – Julião Amin disse ser um exemplo de humildade e responsabilidade política o ex-governador Jackson Lago admitir, publicamente, que os principais erros do seu governo ocorreram na participação popular e na presença de integrantes sem compromisso com as mudanças que ele (Jackson Lago) pretendia. “O Dr. Jackson não repetirá, com certeza, os equívocos do seu primeiro governo, caso volte ao comando do Estado, condição que lhe foi tirada pelos votos de quatro ministros do Tribunal Superior Eleitoral”, concluiu o parlamentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas