Decreto prepara avanço no metrô de Salvador

A recomendação não deixa dúvidas: o Governo do Estado tem pressa e quer acelerar o início das obras de prolongamento da Linha 1 do metrô

A recomendação não deixa dúvidas: o Governo do Estado tem pressa e quer acelerar o início das obras de prolongamento da Linha 1 do metrô de Salvador, no trecho de 5,6 quilômetros entre a Estação Pirajá e o bairro de Águas Claras, ao longo da BR-324. A licitação foi anunciada na semana passada, mas ontem o governador Rui Costa publicou um decreto considerado de utilidade pública para desapropriação, áreas dos dois lados da rodovia, totalizando 41.240 metros quadrados.
Na recomendação feita à Concessionária Via Bahia que administra a Rodovia BR-324, por onde passará o metrô de Salvador, o governador diz que a concessionária está autorizada a promover os atos administrativos e judiciais, “se necessário em caráter de urgência”, com vistas à efetivação da desapropriação. A obra toda deverá custar R$ 860 milhões e deverá ficar pronta até o final o de 2018, interligando com duas outras, a avenida 29 de Março e a nova Estação Rodoviária de Salvador, ambas em Águas Claras.
A urgência contida no Decreto diz que é necessária a efetivação da desapropriação, de  forma que ser possa “imitir-se na posse respectiva, providenciando, inclusive, a liquidação e o pagamento da indenização, utilizando-se, para tanto, dos recursos de que dispuser”. As estimativas são de que se deverá gastar aproximadamente R$ 80 milhões com as desapropriações que serão feitas nos dois lados da BR-324.  Por se tratar de uma área de domínio do Governo Federal, as desapropriações serão feitas com a regularização fundiária das áreas envolvidas.
Além disto,  conforme explicou a Sedur, somente a partir da conclusão do projeto básico, será possível uma estimativa mais concreta quanto à quantidade de imóveis a serem desapropriados. No trecho entre a Estação Pirajá e o viaduto de Águas Claras, de aproximadamente 5,6 quilômetros, a maior parte dos imóveis é de natureza industrial, com o postos de gasolina, galpões e terrenos anteriormente desatinados e pequenas e médias empresas de serviços. Não há residências no local.
Setembro – A ampliação da Linha 1 do metrô (Tramo 3) teve edital de licitação  lançado no último sábado para contratação de empresa para a elaboração e o desenvolvimento dos projetos básico e executivo, bem como a execução das obras civis e de urbanização. Os recursos para esta parte da obra são da ordem de R$ 860 milhões, entre financiamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC de Mobilidade Urbana) financiado pela Caixa Econômica Federal e contrapartida do Governo do Estado.
Segundo a Sedur, as propostas que definirão qual empresa ou consórcio que irá executar as obras serão recebidas no dia 14 de setembro. A previsão é de que a licitação pública seja feita pelo Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que funciona como uma espécie de leilão público, onde vence a empresa ou grupo que apresentar o menor preço. Após a conclusão do processo licitatório, será divulgada a empresa vencedora e as obras terão início imediato. O prazo estimado para conclusão é de 24 meses, ao final de 2018.
No trecho do Tramo 3, serão construídas duas estações, localizadas próxima à Brasilgas (Campinas de Pirajá) e em Águas Claras, esta última com previsão de ser interligada ao BRT que será implantado na Avenida 29 de Março, em construção, e que também deverá estar pronta ao final de 2018. A avenida liga a Orla Marítima , na altura do Bairro da Paz, até a BR-324, atravessando toda a região de Cajazeiras.
Também no bairro de Águas Claras, onde termina a Linha 1 do metrô, será construída também a nova Estação Rodoviária de Salvador, cuja previsão de investimento é de R$ 100 milhões bancados pela iniciativa privada em regime de concessão, e que deverá estar pronta também ao final de 2018. O novo equipamento, que vai substituir o atual, nas imediações da região do Iguatemi, será interligado ao sistema do metrô, com o BRT e com previsão de interligação com o VLT (Veículo leve sobre Trilho), a partir da ligação rodoviária com a estrada Paripe/Base Naval.
Obras na Linha 2 estão adiantadas
Com mais de 55% das obras realizadas, a Linha 2 do metrô, entre o Acesso Norte e o Aeroporto, estão em ritmo acelerado e deverão obedecer ao cronograma, previsto para ser encerrado ao final de 2017. Na última sexta-feira, o secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Carlos Martins, fez mais uma visita técnica às obras da Linha 2 do metrô, acompanhado do presidente da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), Eduardo Copello, e do presidente da CCR Metrô Bahia, Luís Valença.
Segundo Martins, “as obras seguem em ritmo avançado, o que nos dá a tranquilidade para cumprir com os prazos estabelecidos e até mesmo antecipar a sua conclusão, prevista para o final de 2017”, afirmou. A Linha 2 já está com mais de 55% das obras concluídas e contará, ainda, com uma extensão até Lauro de Freitas e mais um outro terminal de integração, na região do Aeroporto.
Nas avaliações feitas pelo secretário, com a conclusão da primeira estação da Linha 2, a do Detran, cujos últimos retoques estão sendo dados, até o final deste ano já será possível ao usuário se deslocar de trem até a Rodoviária. No início do mês os primeiros testes com os trens foram realizados entre as estações do Acesso norte e do Detran. Já na Avenida Paralela, as primeiras estações, Imbuí e CAB, estão em fase final de acabamento, com expectativa de começar a funcionar no primeiro semestre do ano que vem.
As obras na Paralela incluem a abertura de uma nova via expressa, que fará ligação direta com a Avenida ACM (pelo Viaduto Raul Seixas) e com a Avenida Bonocô.
Ciclofaixas e pista de cooper também estão sendo construídas ao longo de toda a Avenida Paralela. Com a conclusão das obras, somando a Linha 1 e a Linha 2, o metrô terá 41 quilômetros  e Salvador contará com a terceira maior malha metroviária do país, atrás apenas de São Paulo e do Rio de Janeiro. “São intervenções que irão mudar toda a configuração urbana da cidade, garantindo mais mobilidade e qualidade de vida para a população”, destacou Carlos Martins.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas