Contrato sem licitação faz vereadora abrir requerimento cobrando explicações da prefeitura.

Um contrato feito entre a prefeitura de Ribeirão Preto e a Fundação Pedro II com a empresa Ambiental Ribeirão Preto Serviços Ltda está sob os olhares da vereadora Silvana Resende (PSDB).

A tucana protocolou um requerimento na Câmara pedindo explicações sobre a dispensa de licitação para a contratação emergencial para prestação de serviços de mão-de-obra técnico – administrativo no principal espaço cultural de Ribeirão Preto. Segundo publicado no Diário Oficial, edição do dia 12 de janeiro, o contrato sem licitação destina R$ 457,2 mil para a Ambiental por seis meses de fornecimento de mão-de-obra.

Luchesi Junior (PPS), presidente da Fundação, disse que aconteceram alguns problemas no processo de licitação e que não encontrou empresas aptas para realizar o serviço. De forma emergencial, o contrato com a empresa foi feito por seis meses.

Ele afirma ainda que o processo continua em andamento e deve ser concluído antes do fim do contrato emergencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas