Concessionária está fazendo melhorias Rodrigo

/ag. assmann
trabalhos no momento estão concentrados na região de Pinheiral

Enquanto o Daer encaminha a licitação para elaboração do projeto técnico e os líderes regionais se mobilizam para garantir a duplicação do trecho Venâncio Aires—Santa Cruz, a concessionária responsável pela RSC-287 está iniciando um projeto de melhorias nos 26 quilômetros que separam as duas cidades. De agora até o fim do ano serão aplicados entre R$ 5 milhões e R$ 6 milhões em obras de recapeamento e construção de terceiras-faixas e baias de ultrapassagem. Neste momento os trabalhos estão concentrados na região de Pinheiral, no interior de Santa Cruz.

Segundo o diretor da Santa Cruz Rodovias, Luiz Eduardo Fonseca, as terceiras-faixas e áreas para ultrapassagem serão construídas entre os trevos de acesso a Venâncio e o de Linha Hansel, próximo da praça de pedágio. “Na reta entre Linha Hansel e o pardal deveremos fazer uma área para ultrapassagem no sentido Santa Cruz—Venâncio e depois terceiras-faixas na subida do Casa Cheia, tanto para quem vai como para quem vem de Venâncio”, anuncia Fonseca. A subida após o pardal no sentido Venâncio—Santa Cruz também deverá ganhar terceira-faixa.

A previsão é estar com tudo pronto até outubro, mas a concessionária trabalha com um prazo extra de mais dois meses devido ao clima. “Esse tipo de obra depende de tempo seco”, comenta. A criação de mais espaços para ultrapassagens, observa Fonseca, torna o trecho mais seguro e evita a formação de pontos de lentidão. “O volume de tráfego vem se mantendo o mesmo. O que muda é o tamanho dos caminhões, que estão maiores. Isso dificulta as ultrapassagens. Hoje tem bitrem que passa dos 30 metros”, salienta.

CANDELÁRIA

O trecho da RSC-287 entre Santa Cruz e Candelária, considerado no ano passado pelo estudo rodoviário da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) o único em ótimas condições no Sul do Brasil, também passará por melhorias. “Utilizaremos microasfalto para corrigir ondulações e rachaduras na pista, deixando a pavimentação mais segura”, revela. Fonseca admite que um terço dos 150 quilômetros da rodovia que são pedagiados precisam de melhorias. “Vamos fazer o que for preciso, mas tudo dentro de um cronograma. Nessa época do ano é difícil resolver tudo devido ao clima, que também colabora para os problemas no asfalto”.

Os números

Segundo a Santa Cruz Rodovias, no mês passado a média diária de veículos nas três praças de pedágio — duas na RSC-287 e uma na BR-471 — foi de 14,9 mil, 0,82% a menos que no mesmo período de 2009. Nesta quinta-feira passaram 15.488 veículos pelas três praças. A mais movimentada é a que fica entre Venâncio e Santa Cruz (7,7 mil), seguida pela de Candelária (4,5 mil) e pela de Rio Pardo (3,2 mil).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas