Começam medições para adequação viária.

Três corredores da cidade são o foco dos trabalhos de topógrafos e engenheiros, que precisam levantar de forma rápida condições técnicas

KEITY ROMA
Da Reportagem

Equipes técnicas da Agência da Copa (Agecopa) iniciaram esta semana os estudos nas ruas de Cuiabá e Várzea Grande para viabilizar as adequações de mobilidade urbana dos três principais projetos para o tráfego nas cidades, os corredores viários Coxipó-Centro, Aeroporto-CPA e Miguel Sutil. Os engenheiros e topógrafos analisarão as condições técnicas para implantação de passagens subterrâneas, viadutos e alargamentos de pistas.

“Apontamos 31 pontos de intervenções nesses três trechos. Precisamos dos estudos para saber o que é possível fazer em cada um deles. Para a implantação das passagens subterrâneas, por exemplo, é necessário medir o nível do lençol freático. No ponto em que for alto, as ‘trincheiras’ terão de ser substituídas por viadutos, devido a impossibilidade de concretização da obra”, explica o diretor de Infra-estrutura da Agecopa, Carlos Brito.

Brito aponta que a etapa é fundamental para a elaboração dos projetos iniciais. “Um grande desafio nosso é iniciar os projetos básicos, porque nenhum deles existia ainda. Agora, com as informações técnicas, teremos subsídios para concluir os projetos, obter os recursos e realizar a licitação para executar as obras”, explica ele. A previsão é que os estudos sejam concluídos até o final do mês.

Brito pontua que na avenida Historiador Rubens de Mendonça, as alterações terão início na área do Terminal do CPA, com vários pontos de intervenção ao longo dos 15 quilômetros que ligam a Capital até o Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande.

“Os acessos aos órgãos do Centro Político Administrativos sofrerão mudanças e o trecho em frente ao Pantanal Shopping também. Será erguida uma nova ponte onde está a Júlio Muller (Porto) e a avenida da FEB passará por alargamento em praticamente toda sua extensão”, revela o diretor. O custo do projeto é estimado em R$ 317,6 milhões.

Os técnicos também estão realizando as análises in loco na área do Coxipó, com foco especial na avenida Fernando Corrêa. As reparações ao longo de 7,5 quilômetros das pistas começarão no trevo de acesso ao bairro Tijucal. “Serão necessárias mudanças até o entroncamento da rodovia dos Imigrantes com a BR-364”, diz Brito. A obra está estimada em R$ 132,3 milhões.

Outra via da cidade que deve ser modernizada, e adequada para o fluxo de tráfego esperado para a Copa de 2014, é a avenida Miguel Sutil. A via receberá passagens subterrâneas ou viadutos, só não se sabe ainda qual a melhor opção. A largura da pista também será ampliada.

Brito afirma que há pressa para a conclusão das análises técnicas, para que seja possível o cumprimento dos prazos estabelecidos pela União. “Queremos finalizar as obras até 2012, para participarmos também da Copa das Confederações, em 2013. Além disso, temos que preparar tudo com agilidade pelo fato de ser ano eleitoral e haver prazo para a realização de convênios e licitações”, observa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas