Com demanda 40% maior em três anos, prefeitura abre licitação para 490 novas gavetas em cemitérios de Salvador

Seis cemitérios municipais têm maior procura: Brotas, Itapuã, Paripe, Periperi, Pirajá e Plataforma.

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) informou nesta terça-feira (12) que abriu licitação para construção de 490 novas gavetas em seis principais cemitérios municipais: Brotas, Itapuã, Paripe, Periperi, Pirajá e Plataforma. A gestão divulgou que estes cemitérios ficaram sobrecarregados por conta do registro de um aumento da demanda para sepultamentos de 40% em três anos, de 2013 a 2016.

Segundo a Semop, em 2013, foram realizados 3.735 sepultamentos e, em 2016, 5.217. Segundo o balanço da Semop, até o mês de agosto deste ano, foram realizados nos cemitérios municipais 2.874 sepultamentos. As unidades de Brotas, Pirajá e Plataforma são as que mais recebem demanda.

Segundo a prefeitura, parte do aumento da demanda nos últimos anos ocorreu por conta da falta de vagas no Cemitério da Quinta dos Lázaros, localizado Baixa de Quintas.

Procurada pelo G1, a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) informou que atualmente o cemitério Quinta dos Lázaros só faz sepultamento em cova rasa, de corpos encaminhados do Insituto Médico Legal (IML) que não têm identificação. Essa situação ocorre há pelo menos dois anos, conforme a Sesab. Outra parte do cemitério é gerido pela instituição Santa Casa de Misericórdia.

A licitação para abertura de novas 490 vagas tem o valor para as obras estimado em R$ 500 mil. A previsão é de que o início dos trabalhos ocorra logo após o fim da licitação. A previsão da prefeitura é de que, até 2019, ainda sejam construídas mais duas mil unidades nos seis principais cemitérios.

No total, são dez cemitérios geridos pela administração municipal. Os outros quatro estão localizados em Ilha de Maré, Bom Jesus dos Passos, Paramana e Ponta de Nossa Senhora. O número atual de vagas disponíveis nos cemitérios municipais não foi informado pela prefeitura.

A gestão afirmou que “existe uma sobrecarga e a disponibilidade das vagas depende da desocupação das vagas ocupadas há três anos”. Por conta disso, os familiares podem não conseguir encontrar vagas em um cemitério específico e a central de atendimento da Semop deve indicar onde há vaga para sepultamento naquele dia.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas