Cofen: Licitação dá nota igual a preços diferentes para confecção de revistas.

O Cofen – Conselho Federal de Enfermagem, presidido pelo rondoniense Manoel Carlos Neri, presidente regional do PC do B em Rondônia é noticia na coluna do Jornalista Cláudio Humberto em razão de situações “estranhas” numa recente concorrência para confecção de 50.000 revistas.

Segundo o Jornalista, o “Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) pagará R$ 1,39 milhão por quatro edições de sua revista de 32 páginas, 50 mil exemplares cada. A proposta da paulista Bolina, primária, de má qualidade, ganhou a maior nota, já revelando algo estranho. O menor preço, R$ 546.640, da WHD, teve nota igual (28) ao mais alto (R$ 1,49 milhão). A Bolina, a da proposta chinfrim, pediu R$ 1,39 milhão para fazer o serviço. Levou.

Dinheiro no ralo: A gráfica Coronário, de Brasília, a orçou em R$ 384 mil as quatro edições da revista do Cofen. A TV1, de São Paulo, pediu R$ 333,2 mil.

Computador safadinho: O Conselho Federal de Enfermagem inovou em explicações do gênero: por sua assessoria, botou a culpa no computador, que “deu as notas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas