CODEN INVESTIRÁ R$ 5,94 MI PARA DIMINUIR PERDAS

A Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) assinou convênio com o Comitê PCJ (Comitê das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) para investir R$ 5,94 milhões na implantação de sistemas que devem reduzir as perdas totais de água tratada em 10 a 15%. Segundo a empresa de economia mista, isso equivale a uma economia de 1,5 milhão a 2 milhões de litros de água captada, tratada e distribuída por dia. Atualmente, a perda de água tratada está na casa dos 43%.
Foram assinados dois contratos na última semana para as obras, pelo diretor-presidente da Coden, engenheiro Ricardo Ongaro, e a superintendência regional da CEF (Caixa Econômica Federal), em Campinas, que é gestora dos recursos. Os dois contratos totalizam R$ 5,94 milhões, sendo R$ 4,75 milhões provenientes da cobrança pelo uso da água dos rios estaduais e federais que cortam a Bacia PCJ. A contrapartida da Coden é de R$ 1,18 milhões, que são provenientes de recursos da própria companhia. A liberação dos recursos pelo Comitê PCJ foi aprovada em março.

Segundo informações da Coden, serão investidos R$ 3,58 milhões na troca da rede de água da área central de Nova Odessa e R$ 2,35 milhões na setorização, macromedição e telemetria do sistema de abastecimento. Com os contratos, a Coden vai fazer a troca de 14 quilômetros de rede de água da área central e a setorização do sistema de abastecimento, que será dividido em 22 setores.

A Coden informou que a tubulação de água do Centro é original, com mais de 50 anos de uso e por isso encontra-se em situação precária. Os tubos são de ferro fundido que possuem décadas de uso e que devido a isso ocorrem constantes entupimentos e necessidade de manutenção devido a vazamentos. A nova rede deve ser instalada sem a abertura de valas para não atrapalhar o trânsito. Os tubos serão de polietileno de alta densidade, material que, conforme Ongaro, é o mais indicado para o controle de perdas, porque apresenta baixo índice de vazamentos.

“Nosso tratamento diário médio deve diminuir de 14 milhões para 12 milhões de litros”, avaliou Ongaro, que explicou ainda que os recursos externos são destinados a “fundo perdido”. A Coden explicou que vai abrir licitação e está em fase de finalização das bases técnicas dos projetos com a CEF. A previsão é que o edital de licitação seja publicado no prazo de 90 dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas