Chuvas causam estragos em São Pedro e região.

As chuvas torrenciais e constantes que têm caído na cidade de São Pedro, felizmente não ocasionam mais os estragos devastadores que já fizeram em anos anteriores. A água não arrasta mais casas, lojas e construções. Porém, ainda tem deixado estragos visíveis por todo o município.
Recentemente, como já publicamos, uma cratera imensa se abriu no Bairro Theodoro de Souza Barros, chegando bem próxima as casas do local. Esta semana foi a vez do Bairro São Dimas também ganhar uma cratera próxima as casas.
Nossas pontes também são alvo das chuvas. Ao lado do Parque Maria Angélica, a ponte que liga o Terminal Turístico a Avenida Imigrantes está interditada por precaução em uma das vias, pois, com a força da água do córrego a cabeceira ficou abalada. O mesmo acontece com a Ponte da Av. Patrício Miguel Carreta que sofreu desmoronamento nas suas encostas e segundo informações da prefeitura, as alas da ponte serão reconstituídas assim que houver uma estiagem, pois é impossível cimentar a base das alas com chuva.
Os bairros que ficam em áreas baixas, como é o caso do Recanto das Águas, também está sendo atingido. Uma das calçadas da UMIS (Unidade Mista de Saúde) recém reformada foi destruída pela chuva. E na sede da APAE (Associação de Pais e Amigos de Excepcionais) de São Pedro, a água vinda da enxurrada que destruiu a calçada entrou em algumas salas do prédio.
Moradores de bairros afastados, que possuem estradas de terra em seus principais acessos, também estão sendo alvo de reclamações de seus moradores. O Bairro Graminha teve inclusive um protesto relatando a situação intransitável de suas vias. O Bairro Alpes das Águas está sem recolhimento de lixo, pois os caminhões da Prefeitura não conseguem chegar até as casas.
Procurado pela Folha de São Pedro, a engenheira Mariana Pessoti, do Departamento de Planejamento de Obras da Prefeitura informou que as duas máquinas que a prefeitura possui para esse trabalho estão atendendo na medida do possível os casos mais urgentes, porém, enquanto a chuva não cessar os funcionários da Secretaria não podem fazer obras realmente relevantes, somente adotar medidas emergenciais e paliativas.
Já o prefeito Du Modesto, perguntado sobre o buraco do bairro Theodoro de Souza Barros, disse que a área está sendo monitorada e tem prioridade. O prefeito informou ainda que a licitação está em andamento e assim que o convênio com a Caixa estiver liberado, as obras terão início, inclusive com a instalação de mais de 200 metros de tubulação para escoar a água pluvial, mas que a chuva impede qualquer trabalho no bairro.

Santa Maria da Serra
E os estragos não se limitam só as cidades. Suas rodovias também estão sendo atingidas. A Rodovia SP-191 (Rodovia Geraldo de Barros) que liga São Pedro a Santa Maria da Serra sofreu vários pontos de deslizamentos, tanto das encostas para o asfalto, quanto do asfalto para baixo, abrindo crateras imensas em seu acostamento. A rodovia está com apenas meia pista entre os quilometros 211 e 212 com homens do DER trabalhando para a sua liberação total.
Os reparos para esse tipo de problema não são fáceis nem rápidos, e ainda mais prejudicados quando a chuva não para de cair. A SP-304 que liga São Pedro a Piracicaba também está cheia de buracos e ondulações na pista, porém, os reparos têm sido constantes, e pelo menos os buracos estão sendo tapados. Até o momento, a Rodovia Geraldo de Barros é a mais prejudicada da região.

por STEVAN LEKITSCH

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas