Castelão será estádio do NE que poderá receber semifinal em 2014.

A licitação do Castelão será dia 26 de fevereiro e terá o menor preço por assento que as demais arenas do NE.

Já está tudo pronto para o início do processo licitatório para a reforma do Castelão. O Diário Oficial do Estado, do dia 30 de dezembro, fixou para o dia 26 de fevereiro, às 15 horas, a abertura das propostas na Central de Licitações da Procuradoria Geral do Estado. Das quatro capitais nordestinas escolhidas como sedes da Copa do Mundo Fifa Brasil 2014, três já apresentaram o edital para a reforma ou reconstrução das arenas esportivas: Fortaleza, Salvador e Recife, restando apenas Natal. Dentre os três estádios com editais publicados, o Castelão será o único que poderá sediar uma semifinal, já que terá capacidade para 66.700 espectadores e o mínimo exigido pela Fifa é de 60 mil pessoas, enquanto que as arenas de Salvador e Recife terão, respectivamente, capacidade para 50 mil e 46.154 espectadores.

Todos os estados optaram pela modalidade parceria-público-privada (PPP) para a reforma dos estádios. Outro ponto interessante quando se compara os valores dos estádios é o preço por assento. O custo previsto por assento para o Castelão é de R$ 6.779,93, já o estádio de Salvador será R$ 12.109,57 (cerca de 40% maior que o do Castelão) e o do Recife será R$ 9.793,30, superior 30% ao de Fortaleza. Isso significa que os valores para a reforma serão os seguintes: R$ 605,5 milhões em Salvador, R$ 452 milhões em Recife e R$ 452,2 milhões no Castelão.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Sesporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas