Câmara Municipal vai gastar R$ 150 mil na compra de 54 TVs de LED

A Câmara Municipal de Uberlândia lançou, neste fim de ano, um edital de licitação para adquirir 54 novos televisores para os 27 gabinetes dos vereadores, demais departamentos e plenário da Casa. Os envelopes com as propostas de vendas estão programados para serem abertos na próxima quarta-feira (30).

Câmara Municipal vai gastar R$ 150 mil na compra de 54 TVs de LED
Edital de licitação para adquirir os aparelhos para gabinetes dos vereadores e plenário da Casa foi lançado neste fim de ano (Foto: Celso Ribeiro)

A expectativa é que a compra desses equipamentos, do tipo smart TV de LED, custe até R$ 150 mil aos cofres do Legislativo. Montante que, segundo a Mesa Diretora, está reservado dentro do orçamento de 2015 e não deve prejudicar nenhuma operação ou pagamento previsto para este ano.

Segundo o ordenador de despesas da Câmara, vereador William Alvorada (PDT), essa compra foi priorizada com o intuito de modernizar a Casa, uma vez que a maior parte dos televisores usados na Casa são de tubo, comprados há mais de uma década. “A modernização será necessária porque, no ano que vem, deveremos começar a transmissão digital integral de dentro da Casa. Assim, os vereadores e demais funcionários precisarão de televisões que aceitem o sinal digital para acompanhar as sessões e outros trabalhos”, disse.

Para essa transmissão própria, Alvorada aponta que será necessário ainda comprar um aparelho chamado ‘master’, que permitirá que a própria Câmara gere as imagens feitas no interior da sede do Legislativo. Atualmente, são gastos cerca de R$ 90 mil mensais em uma parceria com a TV Universitária, ligada à Universidade Federal de Uberlândia (UFU), para que haja a geração de imagens do Legislativo.
Se a licitação ocorrer dentro do programado, conforme Alvorada, as televisões devem começar a ser instaladas no prédio da Câmara ainda em fevereiro deste próximo ano. “O ideal seria já estar disponível para as primeiras sessões do ano que vem”, afirmou, apontando que o prazo limite para tudo estar pronto e funcionando será março de 2016.

Ordenador de despesa garante que compra não prejudica o orçamento

O ordenador de despesas da Câmara Municipal de Uberlândia, William Alvorada (PDT), justifica que o gasto de até R$ 150 mil com novos televisores novos para a Casa ocorrerá graças às contas do Legislativo. Isso porque o orçamento estaria controlado e, com isso, permitiu a reserva da verba sem complicações.

Alvorada explica que, também com essa opção, o Legislativo deve devolver nada ou quase nada de recursos não usados este ano à Administração Municipal. “Acordamos com o prefeito Gilmar Machado, ante à crise, que ele não precisaria repassar mais de R$ 3 milhões de duodécimo devido. No entanto, para isso, apontamos que usaríamos todos os recursos que tinhas para modernizar a Casa no que fosse possível”, afirmou.

Vereador quer que dinheiro seja devolvido e usado na compra de remédio

Alguns vereadores questionam a prioridade dada pela Mesa Diretora da Câmara Municipal de Uberlândia na compra de televisores novos ante à uma série de problemas estruturais no prédio do Legislativo. E também em um cenário em que o Município passa por dificuldades financeiras devido à queda dos repasses. O vereador oposicionista David Thomaz (PSDB) é um dos que é contra a medida da Câmara.

“Vou mandar um ofício dizendo que não quero TV nova no meu gabinete. Vereador não precisa disso neste momento. Ele precisa estar na rua ou no plenário. Que devolvessem esse dinheiro para a Prefeitura para a compra de remédio. Ou que usassem na Casa para, por exemplo, fazer a acessibilidade que não tem”, afirmou.

Já o vereador Adriano Zago (PMDB), que integra a base de sustentação ao Governo Municipal e é vice-presidente da Câmara Municipal, tem uma opinião mais moderada. “Acredito que seja para adequar ao novo Canal Digital da Câmara. Algo que precisa ser feito e é essencial. Mas fui pego de surpresa na quantidade de televisores. Caso tivesse sido consultado, discutiria sobre outras prioridades”, disse, lembrando que, apesar disso, o presidente e o ordenador da Câmara têm prerrogativa em escolher onde serão investidos os recursos da Casa.

Presidente afirma que vai arrumar ar-condicionado e painel do plenário

Em resposta às contestações dos vereadores, o presidente da Câmara Municipal, vereador Alexandre Nogueira (PSD), aponta que ele mesmo vinha sendo questionado pelos colegas para modernizar as televisões da Casa.

“A maioria é a favor sim. Precisamos trocar nossos monitores para migrar integralmente para a tecnologia digital”, disse. Conforme Nogueira, estão previstos outros investimentos estruturais na Casa a partir do ano que vem. “Vou arrumar o ar-condicionado que não tem funcionado e estou reformando todo o painel de madeira do plenário”, afirmou.

Licitação

– 54 SmarTVs de LED para gabinetes, departamentos e plenário

– Gastos de até R$ 150 mil com a aquisição dos equipamentos

– Televisores de 40” e 50” dos modelos Samsumg Led, Panasonic TC ou Phillips – com conversor digital, entradas HDMI, entradas USB e garantia mínima de 1 ano

– Empresa licitada tem que garantir suportes de parede para as TVs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas