C13 aprova edital de TV sob clima de incerteza e racha político

O Clube dos 13 aprovou nesta quarta-feira o edital de licitação dos direitos de transmissão de TV aberta para o triênio 2012-2014 do Campeonato Brasileiro. A decisão foi tomada de forma unânime entre os clubes que aceitaram participar da reunião, realizada na sede da entidade, em São Paulo.

Depois de o Corinthians anunciar na última terça-feira intenção de se licenciar do C13, nesta quarta foi a vez de os quatro grandes do Rio de Janeiro (Botafogo, Flemengo, Fluminense e Vasco) fazerem o mesmo. Dessa forma, quem aprovou o novo edital foram os representantes de São Paulo, Internacional e Atlético-PR, que são membros da diretoria da entidade, além de Atlético-MG, Santos e Bahia, integrantes da comissão formada para discutir a venda dos direitos de transmissão.

A expectativa é que o edital com os detalhes do processo de licitação seja publicado em jornais nesta quinta-feira. Além de oficializar que o valor mínimo para a TV aberta será de R$ 500 milhões, outro ponto já confirmado é o ágio de 10% favorável à Rede Globo. Com isso, Record ou Rede TV!, que demonstraram interesse, precisam apresentar uma proposta no mínimo 10% maior do que a atual detentora dos direitos para vencer a disputa.

Apesar da definição em torno do edital, o clima ainda é de incerteza no Clube dos 13. Apesar de, estatutariamente, a entidade ainda responder pelos direitos de todos os seus filiados, o movimento dos times de oposição já começa a atrapalhar.

Um exemplo disso é a ausência do Botafogo, que era membro da comissão criada para discussão dos direitos de transmissão. Na última terça-feira, o clube enviou um representante com plenos poderes de decisão e participou normalmente da reunião. À noite, no entanto, o presidente Mauricio Assumpção enviou um oficio ao C13 renunciando ao cargo na comissão, fato que culminou com o anúncio dos quatro grandes do Rio de Janeiro nesta quarta.

Já o Flamengo, que ocupa a segunda vice-presidência da entidade, justificou a ausência de representantes alegando que a reunião marcada para as 10h desta quarta-feira aconteceria “muito cedo”, segundo informações do porta-voz do Clube dos 13.

O Corinthians, que iniciou o motim contra o Clube dos 13, foi representado na última terça-feira pelo presidente Andrés Sanchez. O mandatário é o grande líder da oposição e mentor do racha que se desenha na entidade.

Por outro lado, a ausência de outros clubes tradicionais, como Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio, por exemplo, não pode ser sinal de discórdia, já que os três times não são da diretoria ou da comissão que negocia os direitos de transmissão e, por isso, a presença do trio não era esperada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas