Bernardo Ortiz deixa a presidência da FDE, diz governo de São Paulo

Segundo assessoria, novo presidente assume o cargo nesta quarta (6).
Governo nega relação entre saída do presidente e denúncias do MP.
Suellen Fernandes
Do G1 Vale do Paraíba e Região
O ex-prefeito de Taubaté (SP), José Bernado Ortiz, vai deixar a presidência da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), entidade ligada ao governo do Estado de São Paulo. No lugar dele assume o economista Barjas Negri (PSDB), ex-ministro da Saúde no governo Fernando Henrique Cardoso e ex-prefeito de Piracicaba (SP) nas duas últimas gestões.
A informação foi confirmada ao G1 pelo Palácio dos Bandeirantes, na tarde desta terça-feira (5). Na tarde desta quarta-feira (6) vai acontecer a cerimônia de posse do novo comando da FDE em São Paulo. Bernardo Ortiz estava na chefia da fundação desde janeiro de 2011.
(Correção: Ao ser publicada, a reportagem informou que José Bernardo Ortiz seria exonerado, o termo foi substituído por ‘deixa a presidência’ às 20h42)
O governo paulista nega a relação da saída de Ortiz com um possível desgaste causado pelas as denúncias do Ministério Público que apontam que Bernardo Ortiz estaria envolvido em fraude nas licitações e suposto favorecimento à formação de cartel de empresas para beneficiar a campanha do filho Ortiz Júnior (PSDB) no ano passado. O tucano venceu a disputa pela prefeitura contra o petista Isaac do Carmo em segundo turno.
A ação do MP resultou, em outubro, no afastamento de Bernardo Ortiz por 240 dias da fundação. Antes do processo judicial determinar o afastamento do presidente da FDE, Bernardo Ortiz já havia feito voluntariamente um pedido de afastamento para que a Corregedoria Geral da Administração (CGA) finalizasse as investigações das denúncias. Neste período, o secretário estadual da Educação, Herman Voorwald, ocupou a presidência da FDE interinamente.
Outro lado
Procurado por telefone para comentar a saída da FDE, Bernardo Ortiz não atendeu às chamadas e até a publicação da reportagem e não retornou às ligações. Sobre as denúncias, em entrevistas anteriores, tanto Bernardo Ortiz quanto o filho, Ortiz Júnior, negaram a participação no esquema e afirmaram que as licitações foram feitas corretamente.
A CGA foi procurada, por telefone, por volta das 17h, e não informou o andamento do processo que apura o suposto esquema de fraude em licitações da FDE.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas