Audiência pública discute duplicação da BR-163 no MS

Estudos e relatórios sobre impacto ambiental terá discussões em Coxim, Campo Grande, Dourados e Naviraí na próxima semana; elaboração do EIA/Rima teve custo de R$ 5,2 milhões

Elvio Lopes
Do Progresso

Estudo de Impacto Ambiental apresenta os projetos para a duplicação da rodovia BR-163. (Foto: estradas.com.br)
Estudo de Impacto Ambiental apresenta os projetos para a duplicação da rodovia BR-163. (Foto: estradas.com.br)

O Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima), produzido pela CCR-MSVia, que apresenta os projetos para a duplicação dos 847 quilômetros da BR-163, entre Mundo Novo e Sonora, será discutido em audiências públicas convocadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), em quatro cidades do Estado, com início na próxima terça-feira, em Coxim, seguindo-se à Capital, no dia 25; Dourados, no dia 26 e Naviraí, no dia 27 de março.

Segundo a assessoria da CCR-MSVia, em Coxim, a audiência pública será realizada às 19h, no auditório da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) e vai discutir, principalmente, a proposta da empresa para a construção de uma nova ponte sobre o Rio Taquari, que corta a cidade, travessias para boiadas e os lados da rodovia em que serão criadas as novas faixas.

O prefeito de Coxim, Aluizio São José (PSB), já declarou que quer discutir os impactos da obra na economia, meio ambiente e para os moradores das margens da rodovia; travessias como de acesso ao quartel do Exército e ao distrito industrial e a passagem de boiadas, comuns naquela região do Estado. Na Capital, a audiência acontece no teatro do Colégio Dom Bosco, no centro da cidade, na quarta-feira (25) e, de acordo com a assessoria da Prefeitura, ao contrário das quatro travessias propostas no projeto inicial, o município quer ampliar o acesso ao macroanel viário para 10 travessias.

Nessa audiência pública, além das travessias, também será discutida a compensação ambiental pela construção da nova pista, que poderá ser realizada no Parque Cônsul Assaf Trad, localizado no entorno norte do macroanel viário, com a recomposição de vegetação nos 25 hectares daquela área pública.

A audiência pública em Dourados será realizada na quinta-feira (26), na Associação Comercial e Empresarial (Aced), onde devem predominas as discussões sobre as travessias urbanas e dos distritos de Vila São Pedro, Vila Vargas e Vila Sapé.

Em Naviraí, a reunião será na Câmara Municipal e as discussões também devem se referir a compensações ambientais e construção de nova ponte sobre o Rio Amambai.

A assessoria da CCR-MSVia, empresa que ganhou a concessão para administrar a BR-163 no ano passado, explica que as audiências públicas fazem parte do processo de licenciamento ambiental, a caro da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), para esclarecer as dúvidas sobre as obras ao longo da rodovia.

Segundo a assessoria, a elaboração do EIA/Rima teve custo de R$ 5,2 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas