Audiência em Petrolina discute implantação do Plano de Mobilidade

Projeto de lei tramita na Câmara de Vereadores.
Plano prevê melhorias no trânsito e transportes coletivos.

Audiência em Petrolina discute implantação do Plano de Mobilidade
Audiência em Petrolina discute implantação do Plano de Mobilidade em Petrolina (Foto: Yuri Matos/G1)

Uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, nesta segunda-feira (14), discutiu a aprovação do projeto de lei do Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob) no município. O projeto tramita na Casa Plínio Amorim e deve ser votado nesta semana. Os participantes da reunião apresentaram os detalhes do Plano e sugeriram alterações na proposta de lei.

Audiência em Petrolina discute implantação do Plano de Mobilidade
Projeto de lei prevê melhorias no trânsito e
transportes coletivos (Foto: Yuri Matos/G1)

O PlanMob foi desenvolvido durante oito meses em 2015 e tem como objetivo melhorar o sistema viário e de transportes. De acordo com o diretor-presidente da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA), Paulo Valgueiro, a audiência apresentou o projeto aos vereadores para que ele possa ser apreciado e tornar-se lei.

“Depois da aprovação, nós sentaremos com a equipe de planejamento para definir o orçamento, colocá-lo nas leis orçamentarias e fazer coronograma de execução das obras”, explicou.

Ainda segundo o diretor-presidente da autarquia, estão previstas ações de curto, médio e longo prazo em diversas questões relativas a mobilidade. “Um dos principais pontos do Plano é a ‘caminhabilidade’, ou seja, dar condições para que as pessoas, inclusive as com dificuldade de locomoção, possam transitar pelas calçadas da cidade, já que, infelizmente, hoje elas não dão essas condições. Além disso temos a intenção de dotar nossa cidade de uma rede interligada de ciclovias. A proposta é que em 5 anos tenhamos 92 km de ciclovias em Petrolina”, contou.

O Plano de Mobilidade prevê ainda a criação de linhas que liguem os bairros de pontos opostos da cidade sem a necessidade de passar pelo Centro, a melhoria no transporte coletivo para incentivar o morador a deixar o veículo particular e usar o transporte público e a implantação de vias que suportem a quantidade de veículos da cidade.

“Petrolina é a cidade com maior crescimento de frota do estado. Precisamos colocar nossa cidade em condições de atender essa demanda. O prazo para conclusão do plano é de 15 anos, mas algumas ações menores, pontuais, já começaram com a aprovação legislativa, como a faixa exclusiva para ônibus na Avenida Guararpes e estamos trabalhando nas Avenidas Monsenhor Ângelo Sampaio e da Integração”, concluiu Valgueiro.

Segundo a vereadora do PT, Cristina Costa, que participou da audiência, o projeto de lei que está na Casa Plínio Amorim, está sendo apreciado e deve entrar em pauta esta semana, pois na próxima semana deve ser lançado o edital de licitação do transporte público da cidade. “O edital deve ser lançado pelo executivo a partir do dia 20. A nova licitação é para as empresas de ônibus de todo o país e a Câmara vai apreciar o projeto de mobilidade para que possamos concretizar um novo momento para o sistema de transporte público de Petrolina”, declarou.

O vereador do PV, Pérsio Antunes, também participou da reunião e afirmou que o projeto do Plano de Mobilidade não foi entregue da maneira devida à Casa Plínio Amorim e cobrou a entrega de uma versão completo do projeto. O vereador sugeriu algumas alterações no texto do Plano, como a inclusão de ações para os táxis e mototáxis da cidade.

Audiência em Petrolina discute implantação do Plano de Mobilidade
Audiência pública aconteceu na Câmara de Vereadores (Foto: Yuri Matos/G1)

O agricultor Francisco Rodrigues Amorim foi uma das pessoas que acompanhou a audiência. Ele espera que as decisões tomadas após a reunião ajudem a melhorar o transporte público de Petrolina. “A gente tem empresas de transporte coletivo que não dão conta de atender toda a população. Vemos trabalhadores ficarem mais de uma hora no ponto de ônibus para ir ao trabalho. Espero que a partir de agora o transporte melhore para melhorar a vida dos trabalhadores”, disse.

A criação do Plano de Mobilidade Urbana de Petrolina segue a Lei Federal Nº 12.587, de março de 2012, que institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana, que determina que as cidades com mais de 20 mil habitantes precisam ter um plano. Os municípios que não seguirem a lei, estão sujeitos a não receber recursos federais para ações de mobilidade. Outras informações sobre PlanMob Petrolina podem ser obtidas no site do projeto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas