Atenção às mudanças no Centro com as obras da rede de esgoto

Há desvios na área central para que a Corsan dê continuidade à implantação do sistema de esgoto sanitário no município

Atenção às mudanças no Centro com as obras da rede de esgoto
Foto: Paulo Pires/GES
Garantir uma melhor qualidade de vida aos canoenses, com a melhoria das condições sanitárias. Com esse propósito, a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) dá continuidade às obras para a implantação da rede de esgoto sanitário no Centro. Os trabalhos serão realizados até o dia 31 de julho.
Para execução das obras, no entanto, a Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade (SMTM) informa que haverá alteração no trânsito com bloqueio das ruas que passarão por obras no período (veja quadro). Os primeiros trabalhos de implantação da rede foram realizados ontem, no cruzamento da Rua Frei Orlando com a 15 de janeiro. A SMTM fez um desvio pela Rua Tiradentes, e a circulação de veículos ocorreu pela Rua Fioravante Milanez, somente no sentido Leste/Oeste, sem acesso a 15 de janeiro.
De acordo com a Assessoria de Comunicação da Corsan o tratamento do esgoto em Canoas terá um investimento de R$ 315 milhões. Atualmente, 23% da população é atendida por uma rede coletora de esgoto. A rede foi executada na década de 80, nos bairros Niterói, Guajuviras, Hércules, Nossa Senhora das Graças e Vila Fernandes. Já as redes executadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC1), somam mais de 95 Km e 5 elevatórias de esgotos, num total investido de R$ 57 milhões. Já operam nos bairros Igara I e II, Mathias Velho e Marechal Rondon.
Novas licitações para atender demanda
As redes contratadas no PAC 2 já estão em execução, e somam 38 km de redes coletoras, no valor de R$ 42 milhões. Elas atendem os bairros Bela Vista e parte do Centro, o Moinhos de Vento, Marechal Rondon e Mathias Velho. Ainda estão previstas para o PAC 2 – 3ª seleção – novas licitações num total de 250 km de redes, 18 estações de bombeamento, além da ampliação da Estação de Tratamento de Esgotos, de 260 litros por segundo para 960 litros, num investimento de R$ 216 milhões.
Conforme a Corsan, o objetivo é atender o aumento da demanda e as novas condicionantes ambientais, inclusive quanto a remoção de fósforo e nitrogênio, nos bairros adjacentes do Mathias Velho, Fátima, São Luiz e Estância Velha.
Canoas terá 103 mil casas ligadas à rede
Segundo a Corsan, das redes da década de 80 estão interligadas a rede 32 mil residências de Canoas. Destas, ainda é possível interligar mais 10 mil economias. Do PAC 1 é possíveis ligar ainda 8 mil casas à rede, e no PAC 2 são 13 mil casas que poderão ser interligadas até o final de 2017. Do Programa de Aceleração do Crescimento 2 – 3ª seleção – serão mais 40 mil residências que poderão se interligar ao sistema até 2021. De acordo com a Comunicação da Corsan, Canoas deverá terá ter um total de 103 mil economias ligadas à rede de esgoto sanitário. A meta para a conclusão das obras do PAC 2 é para 2021 e atenderá 70% da população. Já a finalização do do PAC 2, 3º seleção, tem previsão de conclusão para 2021. A Corsan destaca que o novo serviço representa aproximadamente 47% da conta de água, e o usuário será informado da disponibilidade do sistema.
Moradora já paga taxa de esgoto
Moradora da Rua 7 Povos, no bairro Marechal Rondon, há 10 anos, a cuidadora Maria Gessi, 55 anos, está pessimista quanto as obras de implantação da rede de esgoto sanitário. Ela conta que já paga a taxa de esgoto, no entanto, não sabe se o sistema está operando e qual a sua eficácia. “Minha filha irá na Corsan para se informar. Não podemos pagar por um serviço que ainda não temos”, ressalta. Já o comerciante Carlos Roberto Plein, 49 anos, residente no centro, vê com bons olhos a melhoria das condições sanitárias. “As obras são o sinal que o que foi prometido vai ser cumprido. Uma cidade como Canoas tem que ter um sistema de esgoto sanitário de qualidade”, ressalta.
Fique atento às obras e mudanças no trânsito
Dias 21 e 22
Rua 15 de Janeiro (trecho entre a Rua Tiradentes e a Rua Fioravante Milanez).
Dias 23 e 24
Cruzamento da Rua 15 de Janeiro com a Rua Tiradentes. No sábado, 23, haverá bloqueio na 15 de Janeiro com a Rua Muck, a partir do meio-dia até as 23h59 de domingo, 24.
De 25 a 29
Calçada da Rua 15 de Janeiro, no trecho que compreende a Rua Tiradentes até a Rua Muck.
Dias 30 e 31
Cruzamento da Rua 15 de Janeiro com a Rua Muck. Haverá interdição na Rua Domingos Martins com a Rua 15 de Janeiro, e na Avenida Getúlio Vargas com a Muck, a partir do meio-dia do dia 30, até as 23h50 do dia 31 de julho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas