Assembleia cancela edital de novo painel eletrônico

Casa alega “ajustes técnicos” e afirma que ainda pretende comprar equipamento

Assembleia cancela edital de novo painel eletrônico
Alep alega que painel atual é obsoleto e falho (foto: Sandro Nascimento/Alep)

A Assembleia Legislativa cancelou a licitação para a compra de um novo painel eletrônico e sistema de votação do plenário. O pregão estava previsto para acontecer hoje, a um preço máximo de R$ 2,3 milhões. A justificativa oficial foi a necessidade de “ajustes técnicos” no conteúdo do edital. Segundo a Casa, um novo edital será publicado, ou seja, o Legislativo ainda pretende promover a compra.

Na segunda-feira (11), após a publicação de reportagem do Bem Paraná revelando o teor da licitação e a repercussão na imprensa, o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB) defendeu o investimento, alegando que com o novo sistema, a Casa economizaria com papel, já que todo o processo de votação seria eletrônico. Ele alegou ainda que a troca dos equipamentos era necessário porque o atual, instalado em 2008, “está obsoleto e com falhas constantes em sua operação, sendo alvo de reclamações dos parlamentares”.

Alguns deputados, como o líder do PMDB, Nereu Moura, criticaram a iniciativa, afirmando que em um momento de crise, em que o Estado ameaça deixar de pagar o reajuste salarial dos servidores, o gasto não seria oportuno. O painel eletrônico utilizado atualmente pelos parlamentares foi adquirido em 2008, na gestão de Nelson Justus (DEM), a um custo de R$ 231 mil. Para o peemedebista, o equipamento atual seria suficiente para as necessidades da Casa.

Modernização

A justificativa do Legislativo para o gasto é a necessidade de atualização tecnológica e a integração dos procedimentos à rede de informática da Casa. O edital previa a aquisição e instalação de um “VideoWall” – espécie de “telão” multimídia digital semelhante aos usados em shows e grandes eventos com capacidade para exibição de imagens e texto. Através dele seria possível exibir informações sobre os deputados presentes, dados da sessão, estágio e resumo de votação, além de detalhes sobre as propostas em pauta, autores, tramitação, entre outras.

Também seriam adquiridos monitores individuais para os 54 deputados, interligados ao banco de dados do Legislativo, na qual os parlamentares igualmente poderão acessar a pauta e detalhes sobre os projetos em discussão. O sistema de votação também seria modernizado, passando a ter identificação biométrica para autenticação do parlamentar presente e registro das votações.
Entre as vantagens do novo sistema, segundo os técnicos da Assembleia, é a integração e possibilidade de alimentação das informações na página da Casa na internet em tempo real. Atualmente, essas informações têm que ser repassadas pelos funcionários do Legislativo ao sistema. O sistema de som também seria modernizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas