As prioridades são asfalto e creches.

Com término das assembleias, a comunidade elege investimentos em infraestrutura como as demandas mais latentes do município

Após o término do ciclo de asssembleias do orçamento participativo 2010, um pedido foi unânime: investimento em obras de infraestrutura. Os encontros encerraram no dia 9 passado, depois de 31 assembleias, duas a mais do que ano passado, e levantaram 87 prioridades no município. Pela avaliação da coordenação houve uma integração maior da população com a proposta do orçamento participativo, mas em número de pessoas houve uma leve queda. A partir dos próximos dias a o coordenação estará encaminhando a Câmara de Vereadores às prioridades da comunidade para ser inseridas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
De acordo com coordenadora, Alzira Sanches Rossini, o pedido de obras desta abertura de ruas, a construção de posto de saúde e creches, esbarra na falta de área para implantação dos imóveis e nos entraves burocráticos, como questões ambientais. “Além, de recursos escassos ainda temos sérias dificuldades de encontrar terrenos para realizar obras”, afirma. Segundo ela, a inexistência de áreas é consequência de doações ou permutadas de terras realizadas pelas administrações passadas aliado a geográfica desfavorável do município. Um novo mapeamento do município, esta sendo realizado pela Secretaria de Governo em conjunto com o Ipurb.
Apesar das dificuldades, diversas obras solicitadas, no ano passado, estão em andamento e outras já foram atendidas, como a construção da ponte na Linha Zemith, no Vale dos Vinhedos e a solução para os deslizamentos na rua Lajeadense, bairro Municipal.
No entanto, alguns pontos devem ser aperfeiçoados para a próxima edição. Conforme a coordenadora, a maneira de divulgação do processo OP, tanto nas áreas urbana e rural, deve sofrer alterações. “Questionamos as causas e estamos repensando a maneira de divulgar para que todos possam saber o local, dia e horário das assembleias”. E acrescenta: “Também percebemos que muitos não se apropriaram do processo do OP, temos que trabalhar na formação dos Conselheiros, delegados, coordenadores de bairros e demais lideranças sobre o processo, porque é o elo entre Comunidade e Administração Pública”, destaca dirigente.

Andamento das demandas de 2009
1 – Universitário: aquisição de um terreno para Construção de Ginásio e projeto reformas na EMEF Ernesto Dorneles.
2 – Municipal: rua Lajeadense – canalização do esgoto e a necessidade de remoção de 10 famílias para concluir a obra.
3 – Tuiuty: atendido o primeiro não fechamento de duas escolas.
4 – Santa Marta: Posto de Saúde (projeto pronto – está em fase de licitação); projeto pronto para pavimentação asfaltica na Rua Francisco Tomasi.
5- Tancredo Neves: está em negociação o terreno para Posto de Saúde; Construção de um muro de contenção na EMEF Doutor Tancredo de Almeida Neves e a reforma da quadra de areia.
6 – Faria Lemos: auxílio para término do salão da comunidade; Recapeamento do asfalto; ampliação do campo de futebol, maquinário para a subprefeitura e mais maquinas em licitação.
7 – São Roque, Nossa Senhora da Saúde, Aparecida e Cembranel: EMEF em processo de projeto e licitação e EMI no panorâmico (início da construção).
8 – São Pedro: revitalização do Arroio Barracão e Renovação do Contrato com a CORSAN com o compromisso do tratamento de esgoto.
9 – Zatt: reforma quadra de areia, Estudo da ligação do bairro através do borgo até o centro.
10 – Conceição e Juventude: negociação do comodato com a Embrapa para a Construção do CEACRI.
1 1- Eucaliptos: negociação com proprietário da área para a construção do Posto de Saúde e EMI.
12 – Fenavinho e Imigrante: negociação com proprietário da área para abertura de rua ligando os dois bairros.
13 – Jardim Gloria, São Carlos e São Vendelino: estudo, definição de área para realizar projeto de Postos de Saúde.
14 – Pomarosa: em busca de área
15 – Botafogo, Santa Rita: negociação de área
16 – Santa Helena III e IV: elaboração do projeto para revitalização da área ao redor do lago e abertura da Rua Alcindo Garbin, ligando Santa Helena IV ao Barracão.
17 – Santa Helena I e II e Santo Antão: projeto pronto para a Cobertura do pátio da escola, Muros na área da escola, um está concluído e outro em fase de licitação.
18 – Pinto Bandeira: melhorias no posto de saúde com implantação ESF (estratégia saúde familiar) e inaugurado o Tele Centro
19 – Centro, São Francisco, Planalto, São Bento, Cidade Alta: processo de estudo e licitação Revitalização das praças e reforma de banheiros públicos.
20- Humaitá: está em projeto a Ligação do prolongamento da Rua Alagoas com a Rua Sestilho De Gasperi.
21 – Progresso: retomada da Construção do Posto de Saúde e está pronto para inauguração.
22 – Licorsul: estudo para travessia de pedestre na Rua Alencar Castelo Branco, estudo para resolver problema do esgoto que transborda em dia de chuva, já foram colocadas lombadas eletrônicas e redutores de velocidade no bairro, faixa de pedestre.
23 – Goretti: estudo para realizar quadra de areia em parceria com a comunidade.
24 – Ouro Verde: avaliação da área para realizar projeto da Rua Bramante Mion e negociação com a madecenter sobre o Ginásio de esportes.
25 – Vila Nova: projeto do posto de saúde, canalização do esgoto na Rua Carlos Dreher Neto com a Celeste Maganin.
26 – Vale dos Vinhedos: construção da ponte na linha zemith e bueiros em outros dois arroios e estudo e algumas já estão em fase de projeto e licitação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas