Artuzi quer MP acompanhando licitação para aquisição de remédios.

O prefeito Ari Artuzi em entrevista ao radialista Lucas Correia, na Rádio Harmonia ontem de manhã, falou sobre a situação da saúde em Dourados, destacou os avanços conquistados em sua administração, mas admitiu que ainda existem problemas. O mais sério está relacionado aos medicamentos.

Entretanto, Artuzi garantiu que nos dias 6 e 7 próximos acontecerá a licitação para definir qual empresa vai fornecer os remédios para o município e, com isso, será mais uma etapa cumprida. O prefeito disse ainda que está convidando o Ministério Público para acompanhar todo o processo.

Na entrevista o prefeito lembrou que a falta de medicamentos na rede básica de saúde ocorreu porque a prefeitura não conseguiu concluir o processo licitatório e teve que recorrer a outros meios, como a parceria com o Hospital Evangélico, para suprir, pelo menos em parte, essa necessidade.

Artuzi justificou o convite aos promotores públicos para que eles possam verificar pessoalmente que todo o processo é realizado de forma transparente e dentro da legalidade. “Nós achamos que a Promotoria também pode ajudar a gente a resolver essa questão que tem está trazendo muitos prejuízos à população”, destacou o prefeito.

Secretário – Por outro lado, o secretário de saúde do Município, Mário Eduardo Rocha colocou um fim ontem, nos boatos sobre sua possível exoneração do cargo. Ele negou que esteja deixando a secretaria e comentou que acredita que os motivos dos comentários estejam relacionados ao concurso para Legista, em que foi aprovado.

O médico afirmou que foi convocado para assumir a vaga em Dourados, mas depois de contatos com o Governo do Estado, ficou praticamente definida sua cedência para o município, o que lhe permite continuar como secretário. Segundo ele, é uma situação já acertada politicamente e que falta apenas a publicação no Diário Oficial.

Mário Eduardo lembrou que assumiu um compromisso com a saúde de Dourados e que vai honrar esse compromisso. “Eu aceitei o convite para trabalhar pela saúde local e vou continuar trabalhando”, garantiu o médico, ressaltando que seria muito ruim para a população uma nova mudança, em tão pouco tempo, na pasta.

Ele comentou que está no cargo há apenas dois meses, mas com um mês de trabalho efetivamente. “Isso é pouco pra termos conhecimento de toda a realidade, mas estamos chegando lá e, com certeza vamos conseguir, gradativamente, implantar todos os projetos que temos para o município na área de saúde”, afirmou.

Mário Eduardo fez questão de deixar claro que um ponto favorável a ele na negociação pela cedência do Estado para o município, foi o interesse também do governador André Puccinelli, no bem estar da saúde local. O prefeito Ari Artuzi também negou que tenha recebido qualquer pedido de exoneração por parte do secretário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas