Apesar de protestos, Kelly afirma que manterá licitação

Os oito representantes sindicais que foram autorizados a entrar no gabinete da prefeitura foram recebidos pela prefeita Kelly Moraes, pelo deputado Sérgio Moraes e pelo procurador jurídico Luciano Almeida.

Na ocasião, Kelly afirmou que o PT vai entrar com uma ação judicial contra o Fórum pela Água Pública, que lidera a mobilização pelo que o grupo chama de privatização da água no município. Conforme Kelly, o abaixo-assinado entregue pelos representantes apresenta assinaturas em nome do partido político, sendo que a adesão a causa foi negada pelos líderes do partido. Na edição do jornal Gazeta do Sul desta quinta-feira, 10, consta uma reportagem em que o presidente do PT de Santa Cruz, Angelo Luz, nega ter assinado documentos em nome do partido.

A prefeita afirmou ainda que não mudará de posição e que a licitação será mantida. Ela afirmou que frente as 3,2 mil assinaturas do documento, defende os interesses de 125 mil habitantes de Santa Cruz do Sul.

O deputado Sérgio Moraes afirmou que a manifestação não é em prol a comunidade e sim, aos interesses de determinado grupo. “Agora que a água é privada. Toda essa manifestação não é para defender a comunidade e sim os funcionários que podem perder o emprego. No edital consta que o preço da água vai diminuir. Agora que é caro.”, ressaltou.

As informações são de Danielle Rubim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas