ANTT recebe pedido de adiamento de leilão

Fabricantes de trens de alta velocidade encaminharam hoje para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) um pedido formal de adiamento do leilão do trem-bala, que ligará as cidades de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. A proposta é que a licitação seja adiada em até seis meses. A solicitação será analisada pelos técnicos da agência e enviada no início da próxima semana ao Ministério dos Transportes.

O governo federal já admite a possibilidade de adiar, pela segunda vez, a licitação do trem-bala. A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, afirmou ontem que uma “série de pedidos” estavam sendo analisados.

Apesar de ser contrário à ideia, o diretor-geral da ANTT, Bernardo Figueiredo, disse ao Grupo Estado que mais importante do que cumprir os prazos iniciais previstos era garantir a competição na disputa. Apesar de ser responsável pela condução do processo, a resposta final sobre o adiamento do leilão não é da ANTT e sim do Ministério dos Transportes.

Pelo cronograma vigente, os interessados na disputa do projeto, orçado em mais de R$ 33 bilhões, devem apresentar suas propostas no próximo dia 11 de abril.

O pedido de adiamento protocolado hoje foi feito pela Associação para o Desenvolvimento do Trem Rápido entre Municípios (ADTrem), que reúne fabricantes de trens de alta velocidade de diversos países como Japão e Coreia. De acordo com a entidade, as empresas precisam de mais tempo para “aprimorar” as propostas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas