Anel viário: edital de licitação será publicado nos próximos dias.

O governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Obras Públicas e de Transportes (Seop) e da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), deve publicar nos próximos dias, no Diário Oficial do Estado, o edital de licitação para a implantação do anel rodoviário de Dourados – também chamado de Perimetral Norte.

“Como existe um prazo legal e podem haver recursos, acreditamos que, a partir da publicação do edital, em cerca de 30 dias as empresas apresentem as propostas”, afirmou o secretário de Obras Públicas e Transportes, Edson Giroto.

Recentemente, o prefeito de Dourados, Ari Artuzi, assegurou que começará o pagamento a título de indenização aos proprietários que fecharam acordo sobre cedência de área no traçado do contorno viário. Essa despesa caberá à prefeitura, enquanto o governo do Estado vai investir recursos próprios, da ordem de R$ 30.266.373,00, na construção da obra.

A data prevista para abertura dos envelopes das empresas interessadas é 19 de fevereiro, às 9h, na avenida Desembargador José Nunes da Cunha, s/n, Bloco 14, Parque dos poderes, Campo Grande, MS.

Recursos próprios
O governador André Puccinelli apresentou ao município no dia 6 de novembro de 2009 o projeto executivo da perimetral norte. Na ocasião, o governador previu começar a construção em fevereiro, após concluída a licitação pelo governo e a entrega da área, desimpedida, pela Prefeitura.

A proposta definitiva é resultado de ajustes técnicos feitos pela equipe do governo após entendimentos com a equipe técnica da prefeitura. O próprio governador participou das definições, quando, em agosto, percorreu com o prefeito Artuzi o possível traçado do anel viário. Propostas feitas pelos técnicos municipais depois dessa vistoria foram acatadas integral ou parcialmente.

Conforme o projeto executivo, o anel rodoviário terá uma extensão de 25,243 quilômetros. O percurso compreende desde o entroncamento com a BR-463, no trevo para Laguna Caarapã, passando pelo entroncamento da MS-162 (Ithaum), pelo entroncamento da MS-156 (Itaporã), pelo entroncamento da MS-477 (Panambi), até a BR-163, no trevo de acesso a Fátima do Sul. O investimento será de mais de R$ 30 milhões de recursos próprios do Governo do Estado. Ao todo serão cinco interseções e uma ponte em concreto armado com 20 metros de extensão.

A previsão é de uma pista de 12 metros de largura, sendo 3,5 metros de faixa de rolamento em cada sentido e mais 2,5 metros de acostamento de cada lado. Para garantir ainda mais segurança no tráfego, o acostamento vai ser nivelado com as outras faixas. O prazo para execução da obra será de 540 dias.

A obra é um antigo sonho da comunidade douradense e vai aliviar o tráfego pesado na área urbana de Dourados, já que desviará o trânsito de caminhões e outros veículos pesados da área central.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas