Ampliação de Vila do Conde pronta até 2013

A licitação para obra de construção de um novo terminal de cargas no porto de Vila do Conde, em Barcarena, deverá ficar pronta ainda este ano, de acordo com o ministro-chefe da Secretaria Especial dos Portos, José Leônidas Menezes Cristino, que encerrou ontem (18) uma visita de dois dias ao Pará. A obra tem investimento previsto de R$ 1.4 bilhão, pela iniciativa privada. Outros R$ 105 milhões estão previstos para o porto pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A intenção é que o porto já ampliado comece a funcionar até julho de 2013, quando se espera o início do transporte da produção mineral da Aços Laminados do Pará (Alpa), empresa em implantação em Marabá. Com isso, a capacidade de Vila do Conde, que já é responsável por 70% das cargas transportadas do Pará para o exterior, será ainda mais ampliada.

Para isso, outras mudanças devem ser feitas para garantir o acesso hidroviário entre Marabá e Barcarena. Setecentos milhões de reais estão destinados à obra de derrocagem das pedreiras do rio Tocantins, mais especificamente no Pedral do Lourenço, pedreira localizada no trecho do rio próximo a Itupiranga, no sudeste, que transformará o rio navegável em todo o percurso entre Marabá e Vila do Conde, facilitando o escoamento da produção mineral da região. “Juntas estas obras vão transformar todo o complexo fluvial do Pará”, definiu o ministro dos Portos.

SANTARÉM

José Leônidas Cristino também anunciou investimentos para o porto de Santarém, cidade que ele visitou na quinta-feira, assim como Tucuruí. Somente para ampliação do porto de Santarém, estão previstos investimentos de R$ 152 milhões pelo PAC.

O ministro informou que a obra vai melhorar a estrutura do porto com a construção de plataforma com rampa rodofluvial e mais dois novos berços de atracação. Atualmente, o porto só conta com um berço para navios. Com a ampliação, a perspectiva é que seja triplicada a movimentação de cargas no porto.

O ministro chegou a Belém ontem pela manhã quando fez um sobrevoo pelo porto da capital e foi até Vila do Conde, em companhia do diretor-presidente da Companhia Docas do Pará (CDP), Carlos Ponciano. No final da manhã, o ministro e comitiva visitaram o porto de Belém e à tarde retornaram para Brasília. (Diário do Pará)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas