Álvaro intercede contra fechamento de UTI.

O deputado estadual Álvaro Guimarães (PR) tem trabalhado fortemente no sentido de evitar o fechamento da UTI do Hospital e Maternidade São Marcos. A unidade poderá ter suas atividades paralisadas neste domingo, dia 14, conforme nota oficial divulgada pela Associação Médica de Itumbiara e os médicos intensivistas. Os motivos alegados para a medida extrema são as condições de trabalho inadequadas e a falta de equipamentos.

“Sabemos da importância destes leitos da UTI para pacientes de Itumbiara e região. Não podemos permitir que o atendimento pare. É preciso buscar alternativas, mas também precisamos contar com a sensibilidade e a compreensão dos médicos”, avalia Álvaro Guimarães. O parlamentar reconhece que a situação de trabalho é bastante limitada e, até certo ponto, crítica. No entanto, ele considera o fechamento uma medida muito forte. “É lamentável que apenas 3 leitos estejam funcionando. Mas é melhor mantermos estes 3 em funcionamento do que nenhum”, justifica.

Na manhã da última terça-feira, o deputado se reuniu com a Secretária de Estado da Saúde, Irani Ribeiro, e reivindicou providências imediatas para evitar os prejuízos ao atendimento médico-hospitalar em Itumbiara. Ciente da importância de tal atendimento, a titular da pasta respondeu prontamente com a liberação de 4 respiradores para a UTI do São Marcos.

O itumbiarense também questionou a Secretária sobre os recursos na ordem de R$ 500 mil que deveriam ser repassados pelo Estado ao Hospital, destinados a investimentos na Unidade de Terapia Intensiva. “O dinheiro já está na Secretaria da Fazenda e será liberado para que a Saúde faça o repasse a Itumbiara. Acredito que dentro de no máximo 10 dias isso seja feito”, comenta Álvaro Guimarães, lembrando que a luta pela liberação destes recursos já dura cerca de 5 meses.

Os R$ 500 mil serão repassados pela Secretaria de Estado da Saúde à Prefeitura de Itumbiara por meio de convênio. Caberá à administração municipal fazer a licitação para compra dos equipamentos e, posteriormente, cedê-los ao Hospital em regime de comodato. Segundo o secretário de Saúde do Município, João Batista Pereira Machado, tais providências já estão sendo tomadas para acelerar o processo de compra.

A Unidade de Terapia Intensiva do Hospital e Maternidade São Marcos, em Itumbiara, é a única na região Sul de Goiás, abrangendo a população num raio de 150 km. Segundo a nota divulgada pelos médicos intensivistas, 4 dos 9 leitos da UTI já estavam interditados pelo Conselho Regional de Medicina. Atualmente, apenas 3 leitos funcionam com respiradores, sendo um deles emprestado pelo SAMU. Os outros dois são da Secretaria Municipal de Saúde, cedidos em comodato.

Diante das condições inadequadas de trabalho, alguns profissionais pediram demissão. Além dos respiradores, segundo os médicos, faltam muitos outros equipamentos como, por exemplo, monitores, bombas de infusão, desfibriladores e marcapassos externos. “Minha filha Simone é médica na UTI do São Marcos e está indignada com esta situação. Entendo a posição dela e dos demais profissionais que lá trabalham. Como representante da cidade, vou fazer o impossível para ajudar o Hospital e impedir que a população seja prejudicada com o fechamento da UTI”, conclui Álvaro Guimarães que, nos últimos dias, colocou esta questão como prioridade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas