Água para Todos define licitação

Cisternas de placas, como as implantadas em Canindé, fazem parte dos projetos de sistemas simplificados de abastecimento hídrico FOTO: ANTÔNIO CARLOS ALVES

Empresa executará os serviços de ação social e implantação dos sistemas de abastecimento de água
Canindé. A empresa Cooperativa Cearense de Serviços e Assistência Técnica (Cocepat) foi a ganhadora do pregão presencial, que vai executar os serviços de ação social e implantação de Sistemas Simplificados de Abastecimento de água, previsto dentro do Programa Água para Todos do Governo Federal.
De acordo com o coordenador de Programas e Projetos Especiais da SDA, Wanderley Guimarães, a ação vai beneficiar as regiões do Cariri, Sertão Centro Sul, Chapada da Ibiapaba, Sobral, Litoral Extremo Oeste, Sertão Central, Sertão dos Inhamuns/Crateús, Sertões de Canindé, Vale do Curu/Aracatiaçu, Metropolitano Fortaleza, Médio Jaguaribe, Litoral Leste e Maciço de Baturité.
“O Programa Água para Todos é um convênio entre o Estado do Ceará e o Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Regional, que prevê investimento de, aproximadamente, R$ 180 milhões em 1.350 projetos de sistemas simplificados de abastecimento d´água.
Para a sua execução, serão contratados 45 profissionais de nível superior, das áreas de Engenharia Civil, Administração e Assistência Social, e 60 profissionais de nível médio, das áreas de Georreferenciamento e de tecnologia em áreas hidráulicas e de saneamentos”, segundo informou o secretário de Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins.
Destacou que a cooperativa vai instalar os comitês municipais e selecionar as comunidades para elaboração dos projetos dos sistemas de abastecimento de água. “A equipe técnica vai fazer o mapeamento Georreferenciado das comunidades e, em seguida, será realizada a licitação da implantação dos sistemas”, adiantou o secretário.
O município de Canindé é um dos primeiros a partir na frente desse programa. Para isso, foi criado o Comitê do Pacto das águas, que visa elaborar propostas e identificar os locais onde existem maior carência.
Custos
De acordo com Domingos Sávio, gerente local da Ematerce de Canindé, dez comunidades serão atendidas na etapa inicial, pelo Sistema de Abastecimento Simplificado (ABS).
Cada projeto deverá custar algo em torno de R$ 138 mil. Ao todo, o programa irá atender, no município de Canindé, 842 famílias em áreas críticas, onde a água só chega no transporte de carros-pipa ou em lombo de animal. Sobre a iniciativa do Governo do Estado, Domingos Sávio ressalta ser bastante satisfatória, “porque agora vai facilitar a água na porta da casa”, observou. Para Raimunda Pinto de Sousa, da Associação Comunitária de Barra do Bento, a Água para Todos “vai mudar a vida de famílias carentes que ao amanhecer não têm sequer um copo de água para o consumo humano. Estou feliz e contente. Agora o Governo vai matar a sede povo do Sertão”, disse.
Já Raimundo do Nascimento Gomes, da localidade de Oiticica, não esconde a sua alegria com a facilidade do programa. “Eu era menino e ouvia dizer que um dia o Sertão iria virar mar, talvez não seja isso. Mas a vida de quem depende da água será um mar de rosas depois do presente dos Governos Federal e Estadual”, salientou Raimundo.
Para a comunidade, a iniciativa chega em boa hora, uma vez que o drama da seca se agrava por todo o semiárido. As demandas têm aumentado a cada momento. Numa primeira etapa, a ideia era de que os carros-pipa atendessem apenas a zona rural. Com o agravamento da estiagem, houve a necessidade de expandir o serviço para as zonas urbanas dos municípios.
Mesmo assim, o titular da SDA reconhece que as medidas devem ser mais extensivas, a fim de que um maior número de pessoas seja atendido.
Nelson Martins disse que os investimentos estão chegando, graças à reunião com o secretário do Desenvolvimento Regional, Sérgio Castro, do Ministério da Integração, em Brasília. Serão investidos, em média, R$ 138 mil em cada sistema de abastecimento d´água, atendendo, ao todo, cerca de 60 mil famílias.
Irrigação
O sistema inclui rede de distribuição com poço e adutora. Segundo o secretário, “o governo do Estado está formando um comitê gestor do Programa Água para Todos, com o objetivo de definir a execução do programa no Ceará”, explicou.
Ele também destacou que serão 600 projetos já em 2012 e os outros implantados até 2014. “Vamos trabalhar para que o comitê possa garantir as ações”, afirmou o gestor.
Referente aos kits de irrigação, estão garantidos 500 kits até o fim de 2012, no valor de R$ 785,00 cada, e mais 2 mil para o próximo ano.
O equipamento vai permitir a irrigação de até 2 mil metros cúbicos por gotejamento. Para a instalação dos kits, foi firmado um convênio entre a SDA e o Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs).
A SDA trabalha na universalização do abastecimento no Ceará até 2014 com o Projeto São José II e cisternas de placas. “Até o momento, foram entregues 816 sub-projetos de abastecimento e construídas um total de 39.275 cisternas de placas d´água, com a previsão de mais 22.500 para 2012, além da aprovação de mais 33.400”, finalizou Nelson Martins.
ANTÔNIO CARLOS ALVES
COLABORADOR

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas