Aeroporto regional: Convênio deve ser assinado na primeira semana de novembro, diz Ideli.

Criciúma – Senadora Ideli Salvatti informou hoje (26), em encontro com entidades empresariais da Amrec, Amesc e Amurel, que a assinatura do convênio para construção de 4,8km de acesso ao aeroporto Humberto Bortoluzzi, em Jaguaruna, é a prioridade neste momento e que está tratando do assunto pessoalmente. “Coloquei como meta a assinatura do convênio na primeira semana de novembro para abrir a licitação em até três meses e começar a obra de acesso ao aeroporto em fevereiro de 2010”, disse. “Não podemos perder o recurso já assegurado através de emendas”, completou. O encontro teve a presença dos deputados federais Acélio Casagrande, Edson Bez de Oliveira e Jorge Boeira, além dos deputados estaduais Décio Góes (licenciado) e Vânio dos Santos.

Outra questão de interesse do empresariado, o terminal de cargas do aeroporto, também foi pauta do encontro, realizado na Acic. O deputado federal Jorge Boeira informou que, caso os recursos necessários para a obra (R$ 1,7 milhão), não sejam viabilizados através do Governo do Estado, os deputados podem fazer emendas individuais rateando o montante. “Acredito que o terminal de cargas não será problema. Fica aqui a proposta para os deputados”, disse. “Não vamos viabilizar o aeroporto se não tivermos o terminal de cargas, ele tem que ser prioridade no orçamento”, completa o deputado Edson Bez de Oliveira. O deputado Acélio Casagrande sugeriu que sejam estabelecidos metas e prazos. “Temos que cuidar para a burocracia não atrasar tudo, como ocorreu com o aeroporto de Forquilhinha”. O diretor de Transportes da Secretaria de Infraestrutura de Santa Catarina, Dilney Cabral, informou que as obras no terminal de passageiros devem ser concluídas até dezembro.

A senadora Ideli Salvatti apresentou outras ações que o governo federal preparou para reforçar a infra-estrutura da região e citou a ligação intermodal, que vai ligar a malha ferroviária do sul do estado com todo o país. A dragagem no Porto de Imbituba, que vai aumentar o calado e fazer com que mais navios tenham condições de atracar e exportar as mercadorias. A ligação da BR 285 com a BR 101 que, segundo a senadora, será a anexação econômica do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, onde mais da metade do PIB gaúcho poderá circular na região para escoar seus produtos. “Vamos dar ao sul as condições de desenvolvimento iguais as outras regiões do estado. O sul de Santa Catarina está predestinado a ter um desenvolvimento fantástico”, afirmou Ideli.

O presidente da Associação Empresarial de Tubarão, Eduardo Nunes, destacou a importância desta união de todas as entidades em prol do desenvolvimento. “É o sul pensando no sul. Pela primeira vez não notamos a divisão entre Amrec, Amesc e Amurel”, constatou. O presidente da Associação Empresarial de Criciúma, Santos Longaretti, reforçou as palavras de Nunes. “Agora é a hora de nos unirmos cada vez mais, para que os deputados e senadores ajudem o nosso sul. Espero que na próxima reunião, os problemas apresentados já estejam resolvidos”, finalizou.

(Por: Filipe Casagrande e Kellen Rodrigues)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas