Aeroporto: edital sofre atraso

Antes previsto para a segunda quinzena de junho, edital de reforma ficará para meados deste semestre, diz Infraero

Adiado já por diversas vezes, a publicação do edital de licitação para reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins continua sem mês definido para ocorrer. A Infraero, contudo, afirma que a expectativa ainda é para este semestre, e informa que as obras também estão previstas para 2011. As intervenções no Terminal de Passageiros, segundo o órgão, estão planejadas para consumirem um montante de R$ 397,31 milhões. A primeira fase da obra deverá estar pronta ainda antes da Copa do Mundo de 2014.

A conclusão dos trabalhos dentro desse prazo foi posta em xeque, há duas semanas, pelo secretário estadual de Turismo, Bismarck Maia. Em entrevista ao Diário do Nordeste, ele afirmou: “no ritmo que está a Infraero, a licitação do projeto básico só deverá estar concluída em julho de 2012. Eles (Infraero) prometeram para novembro (do ano passado), passaram para fevereiro, abril, agora já sinalizam com julho”. Porém, contrariando o secretário, as informações da Infraero, agora, apontam para o “segundo semestre” – e não mais para julho, em específico – o lançamento do processo licitatório. Mas o órgão mantém para 2014 a previsão de entrega da primeira parte da obra.

Em relação aos recursos financeiros, a Infraero esclareceu: “a exemplo do que aconteceu antes para a construção do Terminal de Cargas Internacional (Teca) e da Torre de Controle do Aeroporto de Fortaleza, o Governo Federal, por intermédio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), está realizando parte dos investimentos das obras nos 16 aeroportos, incluindo, de novo, o Pinto Martins. O restante dos valores será advindo de recursos próprios da Infraero”. O PAC 2 já garantiu R$ 279,50 milhões ao aeródromo da Capital.

Aporte adicional

A Infraero informou ainda que também estão previstos para serem investidos outros R$ 100 milhões, que serão destinados às obras e serviços complementares do empreendimento, tais como aquisição de pontes de embarque, construção do centro de manutenção e da subestação de energia. A obra de reforma e ampliação está planejada para ser realizada em duas etapas.

Na primeira, serão construídos 35% do Terminal 2, elevando a capacidade dos atuais 6,2 milhões de passageiros/ano para nove milhões. Neste estágio, serão instaladas outras seis pontes de embarque, a serem somadas às sete atuais, totalizando 13. Já a segunda etapa, que deverá ser concluída em 2016, irá aumentar para 14,2 milhões a capacidade de recepção anual de passageiros. Nesta fase, serão instaladas mais três pontes de embarque.

Preocupação

O término das obras dos aeroportos brasileiros, incluindo o de Fortaleza, é uma das maiores preocupações da comissão organizadora da Copa de 2014.

Isso tanto pelo atraso nestes projetos, como pelo atual estado dos terminais, que operam próximos de sua capacidade máxima. No ano passado, o Aeroporto Internacional Pinto Martins recebeu cinco milhões de passageiros, número ainda inferior à sua capacidade, mas que representa um acréscimo de 20% sobre o ano anterior. Seguindo essa tendência de crescimento, ele estaria sem condições de receber o fluxo proveniente do campeonato mundial de futebol em 2014.

Movimentação

No mês passado, passaram pelo Aeroporto Internacional Pinto Martins 399.745 passageiros, sendo 382.730 de voos domésticos e 17.015 de rotas internacionais. A movimentação foi 5% maior que a registrada em igual período de 2010.

SÉRGIO DE SOUSA
REPÓRTER

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas