Qualificação Profissional

Programa SPTV 2ª Edição

As micro e pequenas empresas responsáveis por mais da metade dos empregos formais do país estão mais exigentes na hora de contratar.

Uma pesquisa mostra que em cinco anos o grau de escolaridade dos empregados aumentou. A empresa ajuda quem quer participar de licitações públicas. Começou com 10 funcionários e 200 clientes. Sete anos depois, tem 54 empregados e mais de seis mil associados.

O crescimento foi resultado do investimento na formação dos funcionários. Todos terminaram o segundo grau e 13 estão na faculdade. Rafael faz publicidade graças a uma bolsa que recebe todo mês.

“Nessa empresa a gente tem um incentivo ao estudo e você se torna profissional mais motivado, um profissional mais comprometido”, diz Rafael Felipe Pereira de Moura, gerente de atendimento. Paulo está se especializando em informática. O que aprende na faculdade aplica direto no trabalho. “O meu desempenho ele vem evoluindo a cada dia de acordo com aquilo que eu venho absorvendo na faculdade”, diz Paulo Augusto Silva Frizzo, funcionário há cinco anos e meio. “O que faz a diferença de uma empresa prestadora de serviço perante o mercado é exatamente o atendimento de cliente que só é feito com uma equipe forte uma equipe preparada”, diz Sônia Lucia Pereira de Moura, dona da empresa.

Uma pesquisa feita pelo Sebrae mostra que a exemplo do que já ocorre há mais tempo nas grandes companhias, micro e pequenas empresas estão dando um peso cada vez maior a escolaridade na hora de contratar um funcionário.

Gente mais bem preparada, mais bem informada, com maior capacidade de raciocínio em geral aumenta a eficiência e o faturamento da empresa. A pesquisa mostra que no setor de serviços o número de funcionários com ensino superior mais do que dobrou. No comércio e na indústria, o aumento maior foi de pessoal com segundo grau completo. Na construção civil, o analfabetismo caiu mais de 60%. “Isso incentiva os jovens a continuarem a estudar ou a voltarem à escola e no me entender talvez venha também incentivá-los a pressionar os governos a investir na qualidade da Educação”,diz a professora Lucia Bruno, socióloga. Com qualificação, empresas e empregados crescem juntos.

“Na medida em que os empregados estão mais qualificados eles têm condições de obterem melhores trabalhos e um rendimento melhor”, diz Pio Cortizo, gerente de gestão do Sebrae.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas