Estratégias dão prioridade à alimentação e saúde dos funcionários

Empresas do setor de serviços, como a Aresta Visual e a ConLicitação, bancam parte dos gastos com convênio médico dos seus colaboradores e investem em refeitórios com direito a alimentação gratuita.

Com 24 funcionários e 11 anos de mercado, empresa de sinalização de eventos Aresta Visual é um exemplo de pequeno empreendimento que valoriza a política de benefícios aos empregados. A sócia, Sirlene Marcelino Rocha, de 37 anos, conta que um dos primeiros passos nessa direção foi montar, há seis anos, um refeitório na sede, que fica na Freguesia do Ó, Zona Norte da Capital.

“Nossa equipe muitas vezes tabalhava à noite, para dar conta dos contratos de feiras e eventos, às vezes faltava tempo para o pessoal almoçar ou jantar. Com o refeitório, passamos todos a ter uma alimentação caseira, de qualidade. Quem chega mais cedo tem o café da manhã e com desconto apenas simbólico, de R$1, no holerite”, conta Sirlene.

A empresa dá ainda o vale transporte, exigido por lei, uma cesta básica, convênio médico e convênio farmácia. No convênio médico, a empresa banca de 30% a 70% do valor da mensalidade – quanto menor o salário, maior o percentual coberto pelo empregador: “Não é um custo baixo para nós, mas sem dúvida vale a pena. Os funcionários ficaram mais satisfeitos, o número de faltas por doença caiu sensivelmente”.

No caso da farmácia, a empresa fez parceria com uma rede drogarias, garantindo um cartão em que o funcionário tem 30 dias para pagar. Os empregados reconhecem o valor dos benefícios e isso se reflete em maior produtividade.

Telemarketing

Com 61 empregados, a dona da ConLicitação – empresa paulistana especializada em divulgar licitações – Sônia Moura, não tem dúvidas que uma boa política de comunicação e de benefícios a seus funcionários é o grande diferencial da empresa, que tem muita gente atuando em telemarketing.

Entre os principais benefícios, ela destaca festas feitas para sua equipe em datas especiais, como Natal ou Dia da Criança, em que a empresa banca tudo, inclusive os presentes para a criançada, e um refeitório dentro da empresa que garante, sem descontos no holerite, as principais refeições do dia, que são da manhã, almoço e lanche à tarde, com direito a frutas, além de cardápio balanceado e variado.

“Poderíamos dar tíquete, mas achamos que o restaurante tem sido mais interessante para o funcionário”, diz Sônia.

A empresa também gasta mais de R$ 8 mil por mês em um plano de saúde para os empregados, que pagam apenas um pequeno percentual no atendimento em consultas médicas. “Chegamos a ter dificuldades, porque abrimos o plano para agregados, como Pais dos funcionários, e isso aumentou os custos, já que são pessoas mais velhas. Mesmos assim, nunca pensamos em desistir, porque é algo que a equipe valoriza muito. Para nós, o importante é ter uma equipe de qualidade, satisfeita e motivada”, diz a empresária.

Fonte: Diário de São Paulo

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas